<
>

'Arrogante': Balotelli é criticado pela própria torcida, que defende ultras de rivais após racismo

Parece inacreditável, mas os torcedores extremistas do Brescia (Ultras), clube onde joga o atacante Mario Balotelli, saíram em defesa dos ultras do Verona, que fizeram ofensas racistas ao atacante no último encontro entre os dois clubes, no último dia 3.

O Verona venceu por 2 a 1. E, na ocasião, Balotteli ameaçou deixar o gramado após ouvir cantos racistas vindos da parte da torcida do Verona. O técnico do Verona, Ivan Juiric, negou ter ouvido os tais cantos, no dia do jogo.

Chamando Balotelli de "arrogante", os torcedores criticaram o atacante dizendo que se ele "não era capaz de aguentar as provocações, deveria ter dado lugar a um atleta menos irritável. E que, se isso acontecesse, ninguém na torcida se irritaria, mas sim o contrário", disse.

Eles ainda disseram que condenar a atitude dos ultras faz com que as demais torcidas do tipo sejam perseguidas, o que gera uma sensação pública de pânico. "E ainda que o líder dos ultras de Verona tenha dado declarações de cunho racista, isso não quer dizer que todos os ultras o sejam", afirma a torcida, em comunicado.

Para concluir, o comunicado ainda diz: "Entendemos que Balotteli é 100% italiano e bresciano, mas sua reiterada arrogância é injustificável".