<
>

Bayern ouve 'nãos', e Wenger vira favorito para ser novo técnico

play
Mauro Cezar chama José Mourinho de 'grife' e questiona: 'Ele consegue treinar um time hoje?' (1:49)

'Ele aparece no noticiário muito mais pela capacidade de ser um sujeito midiático', disse o comentarista do Futebol no Mundo. (1:49)

Arsene Wenger caminha para ser o novo técnico do Bayern de Munique.

Nesta quarta-feira, Ralf Rangnick, dirigente do RB Leipzig, se juntou a Erik ten Hag, treinador do Ajax, e Thomas Tuchel, do PSG, na lista de 'nãos' ao gigante alemão. Wenger, por outro lado, afirmou que está interessado no cargo.

O francês deve se reunir com Karl-Heinz Rummenigge, diretor do Bayern, ainda durante esta semana para discutir a situação.

Quando questionado se teria vontade de comandar o Bayern e substituir o demitido Niko Kovac, o lendário técnico do Arsenal disse que "com certeza". A ESPN apurou que ele começaria a trabalhar imediatamente, já é fluente em alemão e acredita que pode melhorar a equipe.

Kovac deixou o Bayern depois da derrota por 5 a 1 para o Eintracht Frankfurt no último sábado, resultado que deixou o clube em 4º lugar na Bundesliga depois de 10 rodadas.

Wenger não treina uma equipe desde o final da temporada 2017-18, quando deixou o Arsenal após 22 anos. O francês completou 70 anos em outubro, mas está disposto a voltar à lateral do campo.

'Nãos' ao Bayern

Rangnick, um dos nomes fortes da Red Bull no futebol, rejeitou o interesse do Bayern.

"Não. Ele não está disponível", disse o empresário Marc Kosicke para o jornal alemão Bild nesta quarta-feira. "Não achamos que Rangnick tem o que o Bayern quer agora. Por isso, não faz sentido negociar."

Ex-técnico e diretor esportivo do RB Leipzig, o alemão de 61 anos assumiu a função de Chefe de Esporte e Desenvolvimento da empresa.

Já Thomas Tuchel, treinador do PSG, foi questionado durante entrevista coletiva da Champions League e também rejeitou o Bayern.

"Tenho contrato e não posso pensar em outros clubes nem por um minuto. Não me interessa porque sou o técnico do PSG."

O mesmo aconteceu com Ten Hag, também em coletiva.

"Confirmo (a permanência até o final da temporada). Tenho uma ligação forte com o time e com todos no Ajax."

Outro nome que apareceu nos rumores ligados ao Bayern foi o do italiano Massimiliano Allegri, ex-Juventus, mas ele já afirmou que está em período sabático e só voltará a trabalhar na temporada 2020-21.

Para a partida desta quarta, o Bayern encara o Olympiacos pela Champions com Hansi Flick, que já trabalhou como auxiliar da seleção alemã, no comando. O interino também atuará no duelo com o Borussia Dortmund do próximo sábado.