<
>

Mercado: Real Madrid espera 'leilão' de gigantes ingleses por meia

play
Comentaristas ingleses detonam uso do VAR: 'Inglaterra é, de longe, o país que está errando mais com essa tecnologia' (1:09)

Jogo entre Manchester United e Liverpool foi cercado de polêmicas com a arbitragem (1:09)

O Real Madrid se prepara para “fazer um leilão” para liberar o meia Isco. De acordo com apuração do jornal "AS", Arsenal, Manchester City e Tottenham são os principais interessados no jogador, que flertou com a Premier League na última janela de transferências.

O mercado será reaberto em 1º de janeiro na Inglaterra e no dia seguinte na Espanha. Historicamente, não é um período de grandes contratações, por se tratar da metade da temporada europeia, mas a história pode ter capítulos importantes em 2020.

Para Isco sair do Real Madrid, algumas situações precisam acontecer. De acordo com o Transfermarkt, especializado em transferências, o valor do meia é de 60 milhões de euros, cerca de R$ 276 milhões. Depois de defender a Espanha na Copa do Mundo de 2018, o “preço” chegou a 90 milhões de euros, R$ 414,5 milhões na cotação atual.

A última temporada não ajudou Isco, que encontrou problemas para encontrar seu melhor futebol com os técnicos Julen Lopetegui e Santiago Solari. A volta de Zinedine Zidane ao Real Madrid não ajudou, e ele passou a ser muito criticado pela torcida. Uma saída ao fim de 2018-2019 foi muito comentada, mas jamais concretizada.

Na atual temporada, foram apenas quatro jogos em LaLiga e uma aparição no banco na Champions League. Uma lesão muscular na coxa o deixou fora dos gramados de seis partidas.

Veja, abaixo, os cenários que podem colocar o meia espanhol em um clube inglês:

Arsenal

Alguns cenários se desenham. O clube conta com um jogador emprestado pelo Real Madrid, Dani Ceballos. O meia tem feito boas partidas pelos Gunners e animou o técnico Unai Emery, que parece ter gostado da ideia de ter outro espanhol na criação das jogadas.

Isco seria uma opção para as oscilações de Mesut Ozil, que não é mais unanimidade no Emirates e pode deixar o clube. Curiosamente, o alemão está no Arsenal desde 2013, vindo justamente do Real.

Como Isco chegaria? Um cenário seria a tentativa de empréstimo. Outro, destacado pelo “AS”, seria refazer o contrato vigente, ou seja, devolver Dani Ceballos, mesmo aprovado por técnico e torcida, e incluir Isco como o jogador “emprestado” do acordo. Por fim, abrir os cofres.


Manchester City

Pep Guardiola busca um jogador para suprir a ausência de David Silva. O meia, de 33 anos, tem contrato até junho de 2020, e não há nenhuma confirmação de uma proposta de renovação ou de alguma sondagem para uma saída. Para o treinador, Isco seria o substituto ideal do compatriota espanhol, seja em janeiro, seja a longo prazo.


Tottenham

Parece ser o cenário mais encaminhado. O interesse do Real Madrid por Christian Eriksen é público, e o negócio chegou a ficar perto de ser finalizado, mas acabou “adiado”.

A transferência de Isco para o Tottenham abateria a quantia a ser desembolsado pelo dinamarquês. Hoje, Eriksen alcançou o maior valor de sua carreira, na casa de 100 milhões de euros, ou R$ 460 milhões. Em uma conta fria sobre a troca, sobraria para o Real o pagamento de 40 milhões de euros, ou R$ 184,2 milhões.