<
>

Dirigente do Goiás cita acidente da Chapecoense ao reclamar de arbitragem: 'Se o avião deles caiu, não somos culpados'

Goiás e Chapecoense empataram por 2 a 2 no domingo (20). E, após o jogo, Hailé Pinheiro, diretor do clube, deu uma declaração polêmica ao reclamar da arbitragem.

"Ajudar o Corinthians vá lá. É o Corinthians. Ajudar a Chapecoense, que está caindo pelas tabelas? Se o avião deles caiu, não somos culpados. Não temos nada com isso. Tem que acertar é com quem derrubou o avião. Não fomos nós, não. Estou muito revoltado com isso", disse Pinheiro, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

A declaração faz alusão ao acidente de 30 de novembro de 2016, no qual morreram 71 pessoas, entre jogadores, comissão técnica e diretoria da Chapecoense - além de jornalistas e tripulantes.

A declaração é ainda mais descabida levando-se em conta o fato de que Alan Ruschel, um dos sobreviventes do acidente, é hoje jogador do Goiás.

Ruschel não jogou nem esteve no banco de reservas na partida de domingo.