<
>

Carille fala sobre arbitragem polêmica após derrota do Corinthians

play
Carille responde pergunta sobre '1ª crise' como técnico do Corinthians e lembra eliminação para o Tolima (1:21)

'Se melhorarmos, vamos ficar na parte de cima da tabela', afirmou o treinador. (1:21)

Não faltou polêmica na derrota do Corinthians para o Cruzeiro, neste sábado. Expulso após reclamar com veemência sobre o gol que definiu o resultado, o técnico Fábio Carille explicitou a sua discordância com a atuação do auxiliar Luiz Claudio Regazone.

“O bandeira tem que esperar terminar a jogada. Não tem o que falar, foi gol, mas o bandeira não pode levantar. Tem de esperar para ser checado. O juiz estava na linha do lance, então não havia necessidade de levantar a bandeira”.

Carille ainda falou sobre a sua expulsão e criticou a falta de critério nas avaliações da arbitragem brasileira.

“Ele acabou me expulsando, não falei nada de mais. Não estou entendendo algumas coisas. Os critérios têm de ser revistos. O VAR veio para melhorar o futebol, mas está causando dúvidas na cabeça de todo mundo”, completou.

Quem também criticou a arbitragem foi o diretor de futebol, Duílio Monteiro Alves. O dirigente falou sobre o gol anulado de Matheus Vital, em que Bruno Arleu de Araujo viu falta de Marllon em Fred na jogada.

“Teve um lance do gol do Mateus Vital, em que ele deu uma falta que eu não vi. Sobre impedimento, a orientação é não levantar a bandeira, mas a nossa também é não parar. O próprio jogador do Cruzeiro parou. Estamos vendo vários erros, mas espero que melhore logo. Que o VAR possa ajudar”, declarou.