<
>

Presidente do Boca Juniors diz que VAR não ajuda seu clube e sim outros times

play
River vence Boca por 2 a 0 e sai na frente na semifinal da Libertadores; veja como foi a partida (0:41)

Os gols da partida foram marcados por Borré e Fernández (0:41)

Falta uma semana para a segunda partida do Superclássico entre Boca Juniors e River Plate que decidirá uma vaga na final da Copa Libertadores e, como esperado, o clima começa a ser criado.

Em entrevista à Fox Sports Argentina, o presidente do Boca Daniel Angelici tomou a palavra e fez duras críticas ao VAR e ao árbitro brasileiro Raphael Claus, que dirigiu a primeira perna da semifinal, vencida pelo River por 2 a 0.

"O VAR não ajuda o Boca e sim as outras equipes. O VAR não está sendo utilizado do jeito que eu gostaria. Se é uma jogada evidente, não deveria ser usado", disse o mandatário, que ainda reclamou do pênalti marcado contra sua equipe no Monumental de Núñez.

"Tiveram que ver a jogada diversas vezes para buscar esse pênalti. Para alguns, não foi. Para outros, pode ter sido. Me parece que foi uma jogada em que o árbitro entendeu que não era pênalti e mandou seguir. Dois minutos depois, foi atrás", prosseguiu.

"Para o Boca não deram muitos pênaltis. Têm que ver diversas câmeras, quem sabe de algum ângulo encontram um pênalti", finalizou.