<
>

Presidente admite que Boca Juniors foi atrás de Ibrahimovic e bruxo, mas só conseguiu o segundo

O Boca Juniors está em maus lençóis na Libertadores. Após ter sido derrotado por 2 a 0 pelo rival River Plate no jogo de ida das semifinais da competição, a equipe xeneize precisa de uma partida perfeita para virar o confronto na Bombonera. E está confirmado: até um bruxo vai ajudar.

O astrólogo Carlos Oliva já havia publicado em suas redes sociais que ajudaria o lado azul e amarelo da semifinal, mas nesta quarta-feira foi a vez do próprio presidente do Boca Juniors referendar o tema.

“Eu acredito no trabalho, nos treinamentos, na comissão técnica e nos jogadores. Eu atendo a diferentes coletividades. Se os torcedores acreditam em astrologia, que seja bem-vindo. São crenças. Contra isso eu não vou. Aceito tudo”, disse o presidente Daniel Angelici.

O “bruxo” Carlos Oliva trabalhou para o River Plate no passado, mas agora quer mesmo é vingança.

"Trabalhei anos para o River, mas não fui reconhecido por sua diretoria. Agora quero demonstrar todo meu poder", disse ele.

Investida por Ibra

O Boca Juniors pode até ter um bruxo, mas está distante de presenciar as mágicas de ‘Ibracadabra’ na Bombonera.

O presidente Daniel Angelici confirmou que o clube foi atrás do atacante sueco, mas não conseguiu concretizar a transferência por Ibrahimovic quando vendeu Cristian Pavón à MLS.

“Perguntei ao clube de Pavón (LA Galaxy) pelo Zlatan. Quis fazer uma troca. Às vezes dá certo, outras vezes não. Não são os clubes que decidem, são os jogadores”, afirmou o mandatário.

“Falamos com muitíssimos jogadores. Com Icardi e com todos, com os que você imagina e com os que você não imagina. Falamos com muitos. Com todos”, declarou Angelici, sobre as movimentações do Boca no mercado da bola.