<
>

Odegaard, que brilha na Real Sociedad, diz que sofreu 'muitas críticas negativas' no Real Madrid

Martin Odegaard era condiderado o "futuro maior craque do mundo" e foi contratado pelo Real Madrid aos 17 anos com o cartaz de ter começado a treinar com profissionais na Noruega aos 13 e ter feito sua estreia pela seleção de seu país aos 15.

Após empréstimos infrutíferos a Heerenveen e Vitesse, da Holanda, nas últimas três temporadas, o meio-campista virou piada no futebol europeu, já que pouco jogou ou se destacou.

Agora, porém, parece ter finalmente encontrado o "caminho das pedras" para endireitar sua curta, mas tortuosa carreira.

Aos 20 anos, ele foi novamente emprestado pelos merengues, mas desta vez à Real Sociedad, onde está ganhando chances e aproveitando. Em entrevista ao As, ele falou sobre as críticas negativas que recebeu no Real Madrid.

"Não há problema em ouvi-las, estou acostumado a isso desde quando comecei a jogar, na Noruega, com 15 anos. Recebi muita atenção, e em Madri tive muitas críticas negativas, talvez negativas demais. Era tudo branco ou preto. E no momento é o mesmo. Jogamos alguns jogos, ainda não fizemos nada. Começamos muito bem, mas muita atenção é um pouco louca. Eu me concentro no dia seguinte, no próximo treinamento, no próximo jogo. Em continuar a melhorar", disse, ao AS.

O norueguês está emprestado à Real Sociedad até o final de 2019/20, com opção de renovação por mais uma temporada. No entanto, há também uma cláusula de retorno caso os madrilenhos façam o pedido.

Odegaard tem contrato até 2022 com o Real Madrid.