<
>

Klopp conta sobre convite para voltar ao Borussia Dortmund: 'Você andou bebendo?'

Diretor-geral do Borussia Dortmund desde 2005, Hans-Joachim Watzke lançou sua biografia ‘Amor Vedadeiro: Uma Vida com o BVB’, escrita em parceria com o autor Michael Horeni. Entre as histórias do livro de 288 páginas, destaca-se um envolvendo Jürgen Klopp.

Depois de uma temporada sem brilho do clube aurinegro em 2017-18, em que Peter Bosz foi demitido e Peter Stöger comandou a equipe até o fim da campanha sem brilho, Watzke foi atrás de ninguém menos do que Jürgen Klopp, que tinha acabado de ser vice-campeão da Champions League com o Liverpool.

“Em determinado ponto, meu telefone tocou quando estaca no avião e era Aki (Hans-Joachim Watzke): ‘Jürgen, você precisa voltar’. Eu ri, eu achei que ele estava brincando”, conta o treinador na biografia. “Você é estúpido? Você andou bebendo? Como teve essa ideia? Eu tenho mais alguns anos no Liverpool”. No momento, ele tem vínculo até o meio de 2022.

“Eu sabia que Jürgen diria não e que ele cumpriria seu contrato com o Liverpool”, afirma Watzke, que começou no Dortmund como tesoureiro no fim da década de 90.

“Mas, se você quer ir em uma nova direção, e queríamos seguir um novo caminho no Borussia Dortmund naquele ponto, então eu tinha que pelo menos perguntar ao Jürgen se tinha a possibilidade”, disse. “Eu não esperava por isso, mas eu nunca me perdoaria se eu não tivesse pelo menos tentado naquele momento”.

Klopp dirigiu o Borussia Dortmund entre 2008 e 2015, conquistando dois títulos da Bundesliga, um da Copa da Alemanha e alcançou um vice da Champions League.