<
>

Roberto Carlos revela como Luxemburgo perdeu confiança do vestiário do Real Madrid: 'Primeiro cortou cerveja da concentração; depois, vinho'

play
Marcelo ou Roberto Carlos no topo? SportsCenter elege os 10 maiores brasileiros da história do Real Madrid (4:57)

Real enfrenta o Barcelona em 26 de outubro, às 8h (de Brasília), com transmissão da ESPN Brasil e WatchESPN (4:57)

O ex-lateral-esquerdo do Real Madrid e da seleção brasileira, Roberto Carlos, foi entrevistado por Vitor Baía, ex-goleiro do Barcelona, em seu programa em Portugal, e revelou os bastidores da passagem de Vanderlei Luxemburgo pelos merengues.

"Tínhamos o costume de chegar na concentração, largar nossas malas e antes da janta, tomar nossa cerveja e vinho", comentou o ex-jogador.

"Eu e o Ronaldo dissemos ao Luxemburgo: 'Professor, temos nossos costumes, você vai ver, mas não tenta mudá-los, não tire nossa cerveja e vinho, porque vamos ter problemas'".

Luxemburgo acabou proibindo as cervejas e depois o vinho: "Primeiro cortou cerveja da concentração; depois, vinho".

"Por isso durou três meses, o mundo do futebol é pequeno, as notícias chegam à direção e 'tchau'", completou Roberto Carlos.

O técnico treinou os merengues de dezembro de 2004 até o final de 2005.

O ex-lateral também comentou a relação com Vicente Del Bosque, a quem considera "mais que um amigo", e com Ronaldo, companheiro de Real e seleção.

"Eu o conheci em 1993. Desde aquele ano concentrei sempre com ele. Dormi mais vezes com o Ronaldo, do que com a minha mulher", brincou.