<
>

Dirigente da Roma pede desculpas depois de dizer que futebol 'é para homens, não para bailarinas'

O diretor esportivo da Roma, Gianluca Petrachi, se viu envolvido em uma enorme polêmica por conta de uma frase machista.

No último domingo, durante o empate por 1 a 1 com o Cagliari, pelo Campeonato Italiano, Petrachi reclamou de gol anulado do atacante Kalinic, após análise do VAR.

No lance em questão, o croata marcou, mas, após análise do vídeo, a arbitragem invalidou, marcando falta de Kalinic no zagueiro antes da finalização.

"O futebol é um jogo para homens! Não é um esporte para bailarinas! Não é dança clássica!", disparou o dirigente romanista, depois da partida.

O comentário pegou muito mal, até mesmo dentro da Roma, que hoje possui uma das mais fortes equipes femininas do futebol italiano.

A técnica da seleção feminina da Itália, Milena Bertolini, por exemplo, foi dura ao comentar o fato.

"Essa frase parece ser de 1909. Passaram 110 anos. Devemos olhar para frente. Este homem (Petrachi) parece ainda viver no século passado", disparou.

Por meio de comunicado divulgado no site dos gialorossi, Petrachi pediu desculpas.

"Peço perdão se alguém se ofendeu com as palavras que utilizei. Não era minha intenção sugerir que o futebol é coisa só de homens, e não teria espaço para as mulheres, especialmente as jovens. O futebol é de todos, e na Roma estamos muito orgulhosos de nossa equipe feminina e de nosso papel promovendo o futebol feminino", afirmou.