<
>

Manchester United demitirá Solskjaer no final do mês se ele não for 'massacrado' antes, diz jornal

Se o Manchester United não vencer o Norwich no final deste mês, Solskjaer será demitido do comando do time, diz o jornal The Sun.

Porém, ele só chegará a esse confronto se não for "massacrado" pelo Liverpool primeiro.

De acordo com o jornal, a diretoria do clube entende que ainda deve se dar tempo para seu "plano", dar mais uma chance. Porém, seu futuro está perto de um ponto final.

Após a pausa para a Data Fifa, o primeiro confronto será contra os maiores rivais, porém os resultados recentes são tão ruins e o clima dentro do elenco é tão negativo que Solskjaer não será demitido nesta partida por um simples motivo: já se espera uma derrota para o Liverpool. A não ser, claro, que aconteça um "massacre".

As derrotas para West Ham, Crystal Palace e Newcastle tiveram tanto peso que acredita-se dentro da diretoria, segundo o jornal, que o time está realmente brigando para não cair para a segunda divisão, enquanto esperava-se briga pelos quatro primeiros lugares após uma boa pré-temporada.

O treinador tem a pior porcentagem de vitórias entre todos os técnicos que comandaram o time na era pós-Alex Ferguson (48%). Louis van Gaal é o terceiro (52%), David Moyes é o segundo (53%) e José Mourinho o primeiro (58%).

Substitutos

Mas quem chega se Solskjaer cair?

Por votação no site, o principal candidato é Mauricio Pochettino que está em má fase no Tottenham.

Seguido dele, Massimiliano Allegri é a melhor opção - foi revelado, inclusive, que o italiano está estudando inglês para isso.

Laurent Blanc, sem time no momento, também aparece como possibilidade, assim como Erik Ten Hag, do Ajax.