<
>

Eto'o diz ser apaixonado por Guardiola como técnico, mas não como pessoa, e revela como conquistou Mourinho

Samuel Eto’o falou bastante sobre as relações com técnicos que teve ao longo de sua carreira e as influências, durante sua participação na cerimônia Aspire Global Summit, em Doha, no Catar.

“Fiquei feliz que Mou (José Mourinho) que eu poderia ser um bom treinador. Mas nem todos os que tiveram uma boa carreira no futebol foram bons treinadores. O melhor treinador que tive? Cada um é especial. Não é fácil eleger um, mas, se tenho que ficar com um, é Luis (Aragonés)”, declarou o ex-atacante camaronês de 38 anos, que se aposentou como atleta em setembro.

Sendo jogador do Mallorca, tive uma conversa em sua sala que mudou minha vida. Me disse que eu tinha feito tudo no Mallorca e que fosse a outra equipe para ver qual era meu nível real. Neste momento eu pensei: ‘O que diz esse velho?’ Luis tinha muita personalidade, mas sabia jogar com essa personalidade”, afirmou. “Era como um pai. Seria uma grande honra me parecer com ele como técnico”.

Eto’o também falou de dois dos principais treinadores desta geração, com os quais, inclusive, trabalhou.

Sobre Pep Guardiola, com quem fez parte de um Barcelona vencedor, disse que “estou apaixonado por ele como treinador, não como pessoa. Com ele aprendi a jogar futebol. O interpretava melhor que ninguém. Naquele Barcelona, eu dizia ao Ronaldinho quando entrávamos em campo: ‘vamos ver quem dá mais rolinhos. Éramos muito superiores”.

Quanto a José Mourinho, o camaronês lembrou como conquistou a confiança do técnico português. A dupla fez sucesso na Inter de Milão, conquistando a tríplice coroa em 2010.

“Os melhores treinadores são os que disseram as coisas mais duras na cara, mas dentro de uma sala. Dói quando um treinador não sabe gerir esta parte, e tem muitos. Quando estava na Inter, o ‘safado’ de Mou me deixou um mês no banco e me colocava para aquecer aos 44min do segundo tempo. Depois de um tempo, fui falar com ele em sua sala e falamos de forma clara. ‘Bem, agora já tenho meu jogador’, me disse. Depois disso tudo, foi tudo bem entre nós. Eu sempre te direi as coisas na cara, com respeito, e logo haverá um debate.”