<
>

Patrocinadora debocha de post do Flamengo após gol anulado, pede desculpas e demite funcionário

play
Filipe Luís fala sobre a 'falta de fair play' do Grêmio e explica lesão: 'A dor foi muito grande' (0:44)

Lateral vai ser reavaliado nessa quinta-feira (0:44)

Um momento bizarro marcou as redes sociais do Flamengo na última quarta-feira, durante o empate por 1 a 1 com o Grêmio, nesta quarta-feira, pela semifinal da Libertadores.

Após o meia Éverton Ribeiro marcar aos 21 minutos do primeiro tempo, a equipe rubro-negra soltou uma efusiva comemoração de gol em seu Twitter.

No entanto, depois de analisar o VAR, o árbitro Néstor Pitana viu empurrão de Gabigol em Kannemann na origem da jogada, anulando o tento.

Logo após a invalidação, o perfil oficial da Buser, aplicativo que patrocina o próprio Fla, debochou da postagem da equipe carioca.

"Oi?", escreveu, em tom irônico.

O deboche repercutiu muito mal, e, na manhã desta quinta-feira, a Buser teve que usar suas redes para pedir desculpas pelo ocorrido.

Além disso, o app informou que o funcionário que fez o post foi demitido.

"Comunicado oficial: Ontem, alguém mal-intencionado fez um comentário maldoso em um post do Flamengo. A Buser já tomou as medidas cabíveis e esse colaborador não faz mais parte do time. Pedimos perdão à nação Rubro-Negra", escreveu.

O duelo de volta contra o Grêmio será no dia 23 de outubro, às 21h30 (de Brasília), no Maracanã.

O Rubro-Negro depende joga por um um empate por 0 a 0 para voltar à final da Libertadores pela primeira vez desde 1981.

O Imortal, por sua vez, precisará buscar um triunfo por qualquer diferença ou um empate por pelo menos 2 a 2.

Novo 1 a 1 leva o duelo para os pênaltis.

Pelo Brasileirão, o líder Flamengo viaja para enfrentar a lanterna Chapecoense, neste domingo, às 11h (de Brasília), na Arena Condá.