<
>

Conmebol rejeita recurso e mantém punição de 3 meses a Messi por críticas na Copa América

A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) rejeitou o recurso da AFA (Associação de Futebol Argentino), que pedia a redução da punição dada a Lionel Messi pelas críticas feitas à entidade sul-americana durante a última Copa América.

Com isso, o craque do Barcelona terá mesmo que cumprir o gancho de três meses sem atuar pela seleção albiceleste, após o Tribunal de Apelações da Conmebol negar o pedido feito pela AFA na última quinta-feira.

Dessa forma, Messi não poderá jogar os amistosos contra Alemanha e Equador, marcados para 9 e 13 de outubro.

Vale lembrar, porém, que de toda forma ele não deveria atuar nas partidas, já que sofreu lesão na coxa durante jogo do Barça e não tem prazo para voltar.

A suspensão de Messi acabará em 3 de novembro, quando ele poderá voltar a atuar normalmente pela Argentina.

Na Copa América, o camisa 10 deu declarações fortíssimas, que repercutiram mundialmente, principalmente sobre a integridade da Conmebol e seus dirigentes.

Após ser expulso na disputa de 3º lugar contra o Chile, ele se negou a receber a medalha de bronze e afirmou que os jogadores argentinos "não deveriam fazer parte desta corrupção".

Além disso, ele afirmou que a Copa América estava "armada para o Brasil ganhar".