<
>

Uefa discute mudança na regra para tirar Alemanha de 'Segundona' e colocá-la na elite da Liga das Nações

Thomas Muller lamenta durante Alemanha x Holanda, pela Liga das Nações Getty Images

Segundo o jornal As, a Uefa (União das Federações Europeias de Futebol) prepara um verdadeiro "tapetão à brasileira" para recolocar a Alemanha na elite da Liga das Nações.

Na edição de 2018/19 da competição, o time de Joachim Low terminou na 3ª posição do grupo 1, atrás de Holanda e França, e foi rebaixada para a Liga B, a "Segundona", ao lado de Islândia, Polônia e Croácia.

No entanto, em reunião marcada para esta terça, em Ljubljana, a Uefa irá discutir a possibilidade de ampliar a Liga das Nações, com a elite passando a ter 16 ao invés de 12 seleções.

Isso faria com que as equipes rebaixadas fossem "repescadas" de volta à Liga A, que seria completada pelos outros quatro times que subiram da Liga B: Dinamarca, Suécia, Ucrânia e Bósnia-Herzegovina.

De acordo com o As, o argumento da Uefa é que a primeira Liga das Nações foi um sucesso tão grande que merece ser ampliada, passando a ter mais seleções na elite.

A edição 2018/19 de fato foi extremamente exitosa, com estádios lotados e ótimos contratos de direitos de TV. A ausência da Alemanha, porém, é visto como algo que pode derrubar esses números.

Portugal é a atual campeã do torneio continental, tendo vencido a Holanda por 1 a 0 na grande final.

A próxima edição, que será disputada entre 2020 e 2021, começa em 3 de setembro de 2020, com a grande final em junho de 2021.