<
>

Cruzeiro tenta penhorar Toca da Raposa, mas Justiça recusa e bloqueia dinheiro de Arrascaeta

play
Diretor do Datafolha revela ameaças de morte: 'Quando revelamos que o Cruzeiro tem mais torcedores que o Atlético-MG' (2:51)

Mauro Paulino falou também sobre semelhanças entre pesquisas eleitorais e de torcidas (2:51)

Vivendo um momento conturbado dentro e fora de campo, o Cruzeiro tem mais um motivo para se preocupar.

Devido a uma dívida do imposto de renda, o clube teve bloqueada a segunda parcela da venda do meia Arrascaeta para o Flamengo, com um valor de aproximadamente R$ 10,6 milhões.

A informação foi confirmada pelo jornal Superesportes, que apontou que a situação começou por meio de outro processo sofrido pelo Cruzeiro.

A ação em questão foi iniciada pelo Supermercados BH, que cobrou 25% do total da venda do meia uruguaio, além de conseguir que o Flamengo divulgasse os detalhes da negociação.

Com as informações divulgadas, a Fazenda Nacional, outro credor do clube, também solicitou que a Justiça bloqueasse parte da venda.

A solicitação foi aceita, fazendo com que o Cruzeiro não possa receber os R$ 10.642.500,00 referente à segunda parcela da venda de Arrascaeta para o Fla.

O clube tentou reverter a situação oferecendo a penhora da Toca da Raposa II.

No entanto, a proposta foi recusada pela Justiça, pelo fato de bens financeiros terem preferência sobre imóveis.