<
>

Real Madrid: Mandar Zidane embora agora custaria R$ 366 milhões, mostra jornal

play
Birner compara Hazard com Neymar e diz: 'Real Madrid não pode perder para os reservas do PSG' (2:52)

Clube espanhol foi derrotado por 3 a 0, na primeira rodada da Champions League (2:52)

Após o Real Madrid ser atropelado por 3 a 0 por um desfalcado PSG, na última quarta-feira, pela Champions League, parte da imprensa espanhola já começa a cogitar a demissão do técnico Zinedine Zidane.

O jornal Sport, por exemplo, já até calculou quanto custaria aos cofres merengues mandar o treinador francês embora neste momento: 80 milhões de euros, ou R$ 366 milhões.

A conta é a seguinte: quando Zizou acertou com os blancos, em 11 de março de 2019, por três temporadas e meia, ficou acordado que ele ganharia um salário de 13 milhões de euros (R$ 59,49 milhões) líquidos por temporada.

Levando em conta o quanto falta para Zidane cumprir de seu vínculo, ele teria direito ainda a 39 milhões de euros (R$ 178,46 milhões) líquidos, já que faltam três anos de contrato.

Devido aos impostos de quase 50% cobrados na Espanha para altas quantias, porém, esses 39 milhões de euros líquidos significariam 80 milhões de euros brutos para o Real Madrid.

E o Sport salienta que este não seria o único gasto dos merengues.

"A esta quantidade, que só seria inferior se o francês renunciasse ao que resta de seu contrato, deve ser somada a quantidade que deveria ser gasta para a contratação de um novo treinador, mais o salário que ele receberia", escreve.

O jornal ainda aponta que o português José Mourinho, atualmente desempregado, poderia ser uma solução.

"No caso de Mourinho ser o escolhido, ele chegaria livre de custos. No entanto, costuma pedir salários consideravelmente altos. Este é o cenário que enfrenta o Real Madrid, caso decide rescindir com seu atual comandante", finaliza.