<
>

Flamengo admite conversa por Guarín, reforça negociação por Gabigol e afirma preocupação com convocação de Tite

Marcos Braz, o vice-presidente de futebol do Flamengo, confirmou que existem conversas com o volante Fredy Guarín, de 33 anos. Em conversa com a imprensa no Ninho do urubu, nesta quarta-feira, o dirigente disse que o colombiano, que está sem clube, foi oferecido ao Fla.

Mas Braz falou em contratação 'pouco provável'. O meia seria um opção para substituir Cuéllar, vendido ao Al-Hilal, da Arábia Saudita. Guarín já representou a seleção da Colômbia em 2014, e fez carreira na Europa, passando por clubes de destaque como Porto e Inter de Milão. O jogador estava no Shanghai Shenhua, da China, nas últimas quatro temporadas, e acabou rescindindo seu contrato em junho deste ano.

Vale lembrar que as inscrições de jogadores para o Brasileirão vão até o dia 27 de setembro. Já na Copa Libertadores, o regulamento da Conmebol permite que se faça duas mudanças na lista de 30 jogadores da fase anterior. As trocas precisam ser feitas até 72 horas antes do início das semis.

Gabigol

Braz e Paulo Pelaipe, gerente de futebol, foram questionados sobre renovações de contrato do elenco para 2020. Os dois reforçaram que a prioridade é a permanência de Gabigol, artilheiro do clube carioca na temporada.

O atacante está emprestado pela Inter de Milão, da Itália, e é o único do elenco que não pertence ao Fla. Essa negociação já até se iniciou quando Bruno Spindel, diretor executivo e o vice-presidente estiveram na Itália para tentar a contratação de Balotelli.

O empréstimo vai até dezembro deste ano, e o clube de Milão já falou que não aceita uma renovação de empréstimo, por isso o Rubro-Negro terá que fazer um investimento se quiser o camisa 9. Ele é avaliado em 18 milhões de euros, de acordo com o site especializado Transfermarkt.

Convocações

O clube também se mostrou preocupado com a próxima data Fifa, entre 7 e 15 de outubro. A convocação sai nesta sexta (20), para os jogos contra Senegal e Nigéria, em Cingapura.

Como a distância para a Ásia é longa, a diretoria acredita que os possíveis convocados desfalcarão o Fla em três jogos, contra Atlético-MG, Athletico-PR e Fortaleza.

Braz e Pelaipe pediram bom senso para a CBF, para que o clube não fique sem muitos jogadores. Na última vez, Bruno Henrique foi chamado, além de Arrascaeta pelo Uruguai e Berrío pela Colômbia.

Os dirigentes falam na possibilidade de Gabigol e Everton Ribeiro também serem chamados. Além disso, Reinier vai para a seleção sub-17, na disputa do Mundial.