<
>

Champions League: Kane e Lucas fazem, mas Olympiacos reage e busca empate contra o Tottenham

A partida foi bastante equilibrada em Atenas, na estreia de Olympiacos e Tottenham na Champions League. Em um jogo com 56% de posse de bola para os ingleses e 17 a 10 para os gregos nas finalizações, o empate em 2 a 2 retratou a alternância de bons momentos das duas equipes na partida, com maior eficiência do time de Londres e maior volume de jogo do Olympiacos.

OPÇÕES DE POCHETTINO

Quando a escalação foi divulgada, a torcida do Tottenham foi pega de surpresa por algumas decisões do técnico Mauricio Pochettino para o time titular.

Son e Lamela, autores de 3 dos 4 gols do time contra o Crystal Palace no fim de semana, pela Premier League, deram lugar a Dele Alli e Lucas Moura, enquanto o zagueiro Davinson Sánchez foi improvisado na lateral-direita no lugar de Aurier, que não viajou à Grécia.

EFICIÊNCIA INGLESA

Com mais posse de bola, o Tottenham começou a partida tentando atacar o Olympiacos, mas não conseguiu finalizar até os 24 minutos da primeira etapa. Antes, aos 17, a chance foi dos donos da casa, quando Tsimikas cruzou, Podence ajeitou com o peito e Guerrero bateu cruzado de primeira. A bola bateu no pé da trave e sobrou limpa para o brasileiro Guilherme, que chutou por cima do gol.

O primeiro gol do Tottenham veio justamente na primeira finalização dos ingleses, aos 25 minutos, quando Harry Kane invadiu a área, foi derrubado e viu a arbitragem marcar pênalti. O próprio camisa 10 cobrou e abriu o placar para os visitantes. Já o segundo chute foi de Lucas Moura, que recebeu de Davies na entrada da área e acertou o ângulo, fazendo 2 a 0 e justificando a aposta do treinador.

O Olympiacos tentou responder com Tsimikas, que avançou pela esquerda e cruzou para Guerrero, sozinho na marca do pênalti. O atacante, no entanto, tentou bater de primeira, pegou mal na bola e errou o alvo.

REAÇÃO GREGA

No finalzinho do primeiro tempo, Podence tabelou com Valbuena, invadiu a área e bateu forte, cruzado, para diminuir a desvantagem do Olympiacos. Apesar das 11 finalizações dos gregos contra apenas 3 dos ingleses, a partida foi para o intervalo com 2 a 1 para o Tottenham no placar e 54% de posse de bola, contra 46% dos anfitriões.

Aos 3 da etapa final, Dele Alli fez o terceiro do Tottenham, mas o gol foi anulado por impedimento. Logo depois, Vertonghen pisou no pé de Valbuena dentro da área e a arbitragem marcou pênalti, que foi confirmado pelo árbitro de vídeo. Na cobrança, Valbuena mandou a bola para um lado e Lloris para o outro: 2 a 2.

O Tottenham voltou a atacar depois do empate, deixando a partida mais aberta. Dele Alli teve oportunidade depois de receber de Lucas, “tabelar” com a marcação e chutar cruzado, mas parou em boa defesa de José Sá.

EFEITO SON

Na segunda etapa, Pochettino substituiu Dele Alli por Son e Lucas por Lamela, colocando sangue novo para tentar ter mais intensidade no ataque até o fim do jogo, mas o Tottenham continuou tendo dificuldades para criar oportunidades de finalizar. A equipe insistiu em cruzamentos para a área, facilmente neutralizados pela defesa do Olympiacos.

Aos 40 minutos, uma bola alçada na grande área achou Harry Kane, que cabeceou e foi travado pela defesa, com a bola indo para escanteio. Logo depois, Lamela invadiu pela esquerda e bateu forte, mas o goleiro fez bela defesa. Mais tarde, Kane recebeu do argentino e finalizou com violência, mas a bola bateu no travessão e a arbitragem parou o lance por impedimento.

NO GRUPO B

Tottenham – 1º lugar – 1 ponto Olympiacos – 1º lugar – 1 ponto As equipes aguardam a partida entre Bayern de Munique e Estrela Vermelha, que se enfrentam nesta quarta-feira, na Allianz Arena.

ENQUANTO ISSO...

No mesmo horário da partida em Atenas, Club Brugge e Galatasaray empataram sem gols na Bélgica, em partida válida pelo grupo A da Champions League.

AGENDA

Olympiacos - terça-feira (01/10) - 16:00 - Estrela Vermelha - fora de casa.

Tottenham - terça-feira (01/10) - 16:00 - Bayern de Munique - em casa.