<
>

Messi pede para jogar despedida, e Riquelme responde: 'Seria um sonho vê-lo com a camisa do Boca'

play
Antes de despedida, Riquelme diz o que faltou na sua carreira: 'Ter jogado muito mais partidas com Messi' (1:01)

Argentino terá sua homenagem de despedida no final de 2019, na Bombonera (1:01)

A partida de despedida de Juan Román Riquelme promete ser um evento histórico para o futebol argentino e para o torcedor do Boca Juniors.

Além dos mais diversos ídolos do time, o 'eterno camisa 10' guardou lugar para uma surpresa e não descartou a presença de Lionel Messi, quando perguntado: "Tenho conversado com ele".

"Ele me pediu para que marcasse [a partida] em alguma data que ele não esteja jogando, ele seria o único que eu me permitiria ficar de fora [no banco] com os garotos do meu clube. Seria maravilhoso... Seria um sonho ver Messi com a camisa do Boca", afirmou Riquelme em entrevista ao canal TyC Sports.

Inclusive, o jogador comparou sua relação e o time xeneize com a de Messi e o Barça: "É a mesma coisa, ele ama muito seu clube".

No entanto, a reação não foi a mesma (pelo contrário) quando perguntado se outro ídolo estaria presente: Maradona.

Riquelme foi pontual: "Eu disse que irão jogar os de 2001 a 2009, depois eu adoraria que estivesse. Gostaria que todos estivessem lá".

Jornais argentinos relembram que a relação entre os dois craques ficou "abalada" quando o campeão mundial de 1986 se tornou treinador da seleção argentina e deu menos tempo de jogo a Riquelme.