<
>

Espanha já trabalha para naturalizar sensação de 16 anos do Barcelona

O técnico da Espanha, Robert Moreno, revelou que a Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) já trabalhar para convencer o jovem atacante Ansu Fati, do Barcelona, para que no futuro jogue pela seleção sub-17.

O treinador acompanhou in loco a vitória do Barça sobre o Valencia por 5 a 2 no Camp Nou, partida em que o atleta de 16 anos, nascido em Guiné-Bissau, fez um gol e deu uma assistência.

“É um tema que eu não levo a ele. O pessoal da Federação está trabalhando para tear Ansu Fati e logo será decisão do jogador. A Federação trabalha para ter os melhores jogadores”, declarou o treinador em entrevista à emissora Movistar+.

Rober Moreno elogiou o trabalho de base que o Barcelona conduz. “É uma alegria para o Barça, um jogadpr que saiu de La Masia. Tem quer ter calma, e espero que ele a tenha”, disse.

No momento, Ansu Fati ainda não tem nacionalidade espanhola. Primeiramente é preciso que seja feito o processo de naturalização do pai dele, que está há dez anos trabalhando e vivendo na Espanha.

Com três jogos na temporada, o atacante soma dois gols e uma assistência.