<
>

Após empate frustrante do São Paulo, Daniel Alves dispara contra jornalistas: 'Imprensa nunca jogou'

play
Dani Alves explica situação, diz que 'a imprensa nunca jogou futebol' para entender, e repórter responde (1:45)

Pela 19ª rodada do Brasileirão, São Paulo recebeu o CSA e ficou no empate (1:45)

Após o empate frustrante do São Paulo com o CSA, no Morumbi, o lateral Daniel Alves deu uma longa entrevista e acabou até disparando críticas contra a imprensa. Um dos motivos foi o debate que ocorreu na semana antes da partida sobre qual posição ele poderia render mais: lateral ou meia.

"Como lateral passo muito tempo sem pegar na bola, é difícil você fazer seus companheiros jogarem melhor, criarem situações, mas evidente que a imprensa não vai saber disso porque nunca jogou futebol. Não é crítica não, eu respeito que você joga futebol, não sei se joga bem (risos). Não temos que nos posicionar em relação ao que a imprensa fala. A gente tem que ser correto no que queremos oferecer e no que vamos brigar, se não gera instabilidade que normalmente a imprensa está para isso", disse.

"Não estou criticando, estou sendo honesto, a imprensa sempre está para gerar um certo desconforto e debates. Não podemos gerar debates. O Dani é jogador do São Paulo e vai ajudar o São Paulo. Sei da dificuldade que é construir uma coisa. Na minha vida, tudo que construí acredito que foi sendo sereno, às vezes cego, surdo e mudo. Vou continuar sendo, essa é a forma de conseguir resultados", completou o jogador.

Em cinco partidas pelo São Paulo, o duelo contra o CSA foi o primeiro que Daniel Alves atuou como lateral e não como meia.

Vale lembrar que durante a semana o executivo de futebol do clube, Raí, foi questionado se o jogador vinha sendo escalado como meia de armação para atender um pedido do marketing do clube, uma vez que ele recebeu a camisa 10.

"Deixar bem claro que nenhum momento teve alguma influência o marketing a decisão tática dele jogar no meio. Se for alguma foi a camisa 10 que foi escolha dele. Pelo marketing não teve. Nada impede dele jogar na lateral. Ele já teve a experiência de jogar no meio, na seleção, e desde a primeira vez que comentei com Cuca da possibilidade, quando ele imaginou na vinda do Daniel ele falou que pensava em utilizá-lo em outra posições. Isso foi uma questão 100% técnica e tática", disse Raí.