<
>

Botafogo segura pressão do Ceará e garante ponto fora de casa

Alex Santana durante jogo entre Botafogo e Ceará, pelo Brasileirão Vítor Silva/Botafogo

O Botafogo sofreu durante os 90 minutos da partida contra o Ceará, na noite desse sábado, no Castelão, mas deixou a capital cearense com um empate em 0 a 0 e mais um ponto na tabela do Campeonato Brasileiro. O time carioca manteve um tabu de 44 anos sem perder para o adversário em Fortaleza, enquanto o "Vovô" chegou a seis rodadas sem vitória na competição nacional.

O empate na 19ª rodada deixa o Botafogo provisoriamente na nona colocação na tabela, com 27 pontos, mas ainda pode ser ultrapassado por Grêmio e Athletico Paranaense, que jogam neste domingo. O Ceará, por sua vez, caiu uma posição, e é o 13º com 22 pontos, e ainda está ameaçado neste domingo por Fortaleza e Goiás.

O Botafogo inicia o segundo turno recebendo o São Paulo no Nilton Santos, no próximo sábado. Já o Ceará visita o CSA no Rei Pelé, em Maceió, no domingo.

O Jogo

O Ceará foi melhor no primeiro tempo. Mais organizado, a equipe nordestina envolveu o Alvinegro e pressionou por quase 45 minutos. Sua dificuldade de penetração, por outro lado, não permitiu que jogadas claras de gol fossem criadas.

O Botafogo, por sua vez, tinha muita dificuldade na transição da defesa para o ataque. Lento e com muitos erros de passe, os comandados de Eduardo Barroca não ameaçaram o gol adversário.

A posse de bola foi equilibrada, mas o Ceará finalizou 14 vezes, contra apenas uma do Botafogo. No lance mais perigoso da etapa inicial, Thiago Galhardo puxou o contra-ataque em velocidade e acionou Felipe Cardoso na direita. O atacante entrou na área e chutou cruzado rasteiro, e obrigou Gatito a fazer boa defesa, aos 9 minutos.

O segundo tempo foi uma repetição do primeiro. O Botafogo seguiu errando na saída de bola, e na marcação no meio de campo. O Ceará manteve o ritmo e continuou o bombardeio em busca do gol, e fez do goleiro alvinegro Gatito Fernandez um dos destaques da partida.

Felippe Cardoso teve duas chances de frente para o goleiro do Bota. Aos 12, ele aproveitou uma sobra após cruzamento sobre a área, e mandou em cima de Gatito. Quatro minutos depois, Gatito novamente salvou o Alvinegro carioca.

Aos 20, Enderson Moreira faz a primeira mudança e tira Lima para a entrada de Felipe Baxola, numa tentativa de reforçar o setor ofensivo.

Acuado, o Botafogo finalizou pela segunda vez no jogo somente aos 26 minutos, num chute de Leo Valencia que errou o alvo e saiu por cima do travessão.

Gatito voltou a salvar o Botafogo aos 38, em grande jogada de Thiago Galhardo, que deixou Wescley na cara do gol com um toque de calcanhar. O goleiro da seleção paraguaia fez grande defesa e evitou o gol.

O Ceará seguiu pressionando até o final em busca do gol, mas teve de amargar mais um jogo sem vitória no Brasileirão.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ-CE 0 X 0 BOTAFOGO-RJ

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)

Data: 14 de Setembro de 2019 (Sábado)
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Renda: R$ 263.650,00 Público: 20.906 (20.260 pagantes)
Cartões amarelos: Samuel Xavier (Ceará); João Paulo (Bota)

CEARÁ: Diogo Silva, Samuel Xavier, Valdo, Tiago Alves e João Lucas; Fabinho, Ricardinho, Thiago Galhardo e Lima (Felipe Baxola); Leandro Carvalho (Wescley) e Felippe Cardoso (Bergson)
Técnico: Enderson Moreira

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Fernando, Marcelo Benevenuto, Gabriel e Lucas Barros (Gustavo Bochecha); Cícero, Alex Santana (Leo Valencia), João Paulo, Marcinho e Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão); Diego Souza
Técnico: Eduardo Barroca