<
>

Neymar volta aos gramados com gol e assistência, mas amarga rara derrota com a seleção

play
Tite vê situação do campo como 'inconcebível', mas diz que derrota não tem justificativa: 'Tem que matar no peito e ser grande' (0:59)

Seleção perdeu para o Peru por 1 a 0 em Los Angeles (0:59)

Depois de ficar três meses sem jogar por conta de uma lesão no tornozelo que o tirou da Copa América, além de um imbróglio onde ficou de “castigo” por tentar sair do Paris Saint-Germain, Neymar voltou aos gramados atuando pela seleção brasileira.

Os amistosos contra Colômbia, em Miami, e Peru, em Los Angeles, serviram para o camisa 10 recuperar o ritmo de jogo.

Porém, apesar de um gol e uma assistência, ambos contra a Colômbia, o camisa 10 de Tite não conseguiu voltar a sentir o gosto da vitória.

No empate por 2 a 2 contra a Colômbia, Neymar foi titular durante os 90 minutos e participou ativamente do jogo, tocando 76 vezes na bola, com 39 passes tentados e 71% de acerto neles, além de ter finalizado três vezes e criado outras três chances de gol. O camisa 10 ainda tentou nove dribles, tendo sucesso em dois deles.

Na derrota para o Peru, Neymar veio do banco de reservas e atuou por 27 minutos, mas não chutou nenhuma bola ao gol, porém criou duas chances. Das 24 vezes em que tocou na bola, sete resultaram em perda de posse de bola.

Este resultado foi apenas a segunda derrota de Neymar em campo desde que Tite começou a treinar a seleção brasileira, a outra havia sido para a Bélgica, nas quartas de final da Copa do Mundo de 2018.

No geral, Neymar tem 99 jogos com a camisa da seleção brasileira, com 71 vitórias, 19 empates e apenas nove derrotas.