<
>

Inglaterra completa uma década de invencibilidade em eliminatórias; relembre qual era o time que perdeu pela última vez

Ao vencer o Kosovo por 5 a 3 nesta quarta-feira, a Inglaterra manteve o 100% de aproveitamento e abriu três pontos de vantagem na liderança do grupo A das eliminatórias para a Eurocopa de 2020. Além disso, confirmou um feito impressionante: completará uma década de invencibilidadem partidas por eliminatórias - seja de Euro ou de Copa do Mundo.

O English Team chegou a 43 partidas sem perder em eliminatórias, com 34 vitórias e nove empates. São 21 jogos sem perder nas eliminatórias para a Copa e outros 22 pelas eliminatórias para a Eurocopa.

A derrota mais recente nestas competições ocorreu há quase dez anos. Em 10 de outubro de 2009, o English Team caiu para a Ucrânia por 1 a 0 pelo qualificatório ao Mundial da África do Sul. Como o próximo confronto pelas eliminatórias é somente em 11 de outubro, o país obrigatoriamente completará dez anos de invencibilidade.

Com isso, o ESPN.com.br lembrou quem foram os 14 jogadores que estiveram em campo pela seleção inglesa na última vez que a equipe perdeu em eliminatórias - 11 titulares e três reservas. Naquela ocasião, o goleiro Robert Green e foi expulso logo aos 12min de bola rolando. Andriy Shevchenko perderia uma cobrança de pênalti, mas Sergey Nazarenko definiu o triunfo dos ucranianos aos 30min.

Daqueles 14 nomes, somente três estão em atividade.

Veja quem jogou aquela partida pela Ucrânia:

TITULARES

Robert Green: O ex-goleiro de 39 anos acaba de se aposentar, depois de ter feito parte do elenco do Chelsea na última temporada. Ele começou a Copa do Mundo de 2010 como titular.

Glen Johnson: O ex-lateral-direito de 35 anos pendurou as chuteiras no começo de 2019, um semestre após ter sido rebaixado com o Stoke City. Ele colecionou passagens por Chelsea, Liverpool, Portsmouth, West Ham e Millwall na carreira e disputou as Copas do Mundo de 2010 e 2014 pela Inglaterra.

Rio Ferdinand: Dono de uma passagem vitoriosa pelo Manchester United (seis títulos da Premier League, uma Champions League, um Mundial de Clubes, entre outros, em 12 anos), o ex-zagueiro de 40 anos jogou por uma temporada no Queens Park Rangers, antes de se aposentar em 2015. Hoje é comentarista na televisão.

John Terry: Um dos maiores ídolos da história do Chelsea, pelo qual faturou uma Champions League e cinco edições da Premier League, o ex-zagueiro de 38 anos se aposentou em 2018 pelo Aston Villa, clube em que atualmente é assistente do técnico Dean Smith.

Ashley Cole: Dono de uma vitoriosa carreira por Arsenal e Chelsea, tendo conquistado uma Champions League e três edições da Premier League, o lateral-esuerdo de 38 anos é outro que acaba de pendurar as chuteiras, após ter defendido o Derby County no último semestre.

Michael Carrick: O ex-volante de 38 anos teve uma carreira de destaque pelo Manchester United. Depois de ter jogado 12 anos pelo clube e ter conquistado cinco edições da Premier League, assim como uma Champíons, ele pendurou as chuteiras no meio de 2018 e, desde então, é auxiliar técnico do clube.

Steven Gerrard: A lenda do Liverpool, de 39 anos, que ergueu a taça da Champions em 2005, se aposentou após defender o Los Angeles Galaxy na MLS em 2016. Logo começou na carreira de treinador na base dos Reds, tendo assumido o Rangers no meio de 2018 e sido vice-campeão escocês em seu ano de estreia.

Frank Lampard: Ícone do Chelsea, com qual ganhou três edições da Premier League e uma da Champions, o ex-meio-campista de 41 anos encerrou a carreira no começo de 2017 após passagens por Manchester City e New York City. Como treinador, assumiu o Derby County em 2018-19 e quase subiu à Premier League, perdendo a final dos playoffs da Championship para o Aston Villa. O bom desempenho permitiu seu retorno ao Chelsea para esta temporada, agora na função de técnico.

Aaron Lennon: Depois de ter vivido os melhores dias de sua carreira no Tottenham, o meia de 32 anos foi decaindo no desempenho, se transferiu ao Everton em 2015 e está no Burnley desde o início de 2018, sendo que atualmente ocupa o posto de reserva utilizado.

Wayne Rooney: O icônico atacante do Manchester United, deixou o clube em 2017 para retornar ao Everton, pelo qual foi revelado e do qual era torcedor na infância. No meio de 2018, o jogador de 33 anos foi ao DC United e ficará nos Estados Unidos até o fim de 2019, sendo que, a partir do começo de 2020, será jogador/treinador do Derby County.

Emile Heskey: O ex-atacante de 41 anos, famoso por sua passagem entre 2000 e 2004 pelo Liverpool, passou por Birmingham, Wigan, Aston Villa, Newcastle Jets e Bolton, antes de terminar a carreira como jogador no meio de 2016.

RESERVAS

David James: O ex-goleiro de 49 anos defendeu times como Liverpool, Aston Villa, West Ham, Portsmouth e Manchester City e esteve nas Copas de 2002, 2006 e 2010. Ele se aposentou no fim de 2014 defendendo o Kerala Blasters, da Índia, no qual posteriormente seria treinador. Em dezembro de 2018, foi demitido do cargo.

James Milner: o meio-campista teve passagens de destaque por Aston Villa e Manchester City, antes de chegar ao Liverpool em 2015, seguindo como uma peça importante no elenco e, inclusive, ajudando na conquista da Champions passada - jogou em 12 das 13 partidas, sendo titular em dez. Pela seleção inglesa, sua última participação foi na Eurocopa de 2016.

Carlton Cole: Revelado pelo Celtic, o ex-atacante de 35 anos ficou conhecido por sua passagem pelo West Ham entre 2006 e 2015. Ele anunciou a aposentadoria oficialmente em março de 2018, depois de ter passado em 2017 pelo Persib Bandung, da Indonésia. No fim de 2018, ele retornou ao West Ham para começar como técnico na base.