<
>

Antes do Flamengo, Jorge Jesus disse que técnicos brasileiros foram 'ultrapassados'

Jorge Jesus está há pouco mais de três meses no Flamengo e já gera uma série de debates no futebol nacional. Em entrevista à revista francesa “So Foot”, no ano passado, quando ainda treinava o Al-Hilal, o treinador afirmou que os técnicos brasileiros estão ultrapassados e buscou apontar o motivo para essa defasagem.

“O treinador brasileiro está ultrapassado taticamente. Sabe por quê? Porque sempre tiveram grandes jogadores e esses resolvam os problemas táticos sozinhos. Os treinadores brasileiros tinham menos necessidade de criar ideias coletivas, por causo disso estão ultrapassados”, apontou o técnico. "Eles querem todos vir para a Europa para entender nossa metodologia de treinamento. Mas as crianças brasileiras continuam a jogar na rua, e é na rua que a gente cria os talentos".

Desde que desembarcou no Rio de Janeiro, Jorge Jesus já comandou o Flamengo em 15 partidas, com nove vitórias, quatro empates e duas derrotas. Apesar do Rubro-Negro ter sido eliminado pelo Athletico Paranaense na Copa do Brasil, o desempenho no Campeonato Brasileiro melhorou de maneira considerável e a equipe assumiu a liderança, com 39 pontos.

O principal trabalho da carreira de Jorge Jesus foi no Benfica. Pelos Encarnados, o treinador foi tricampeão português e conquistou cinco vezes a Taça da Liga. Apesar do sucesso em seu país, o técnico ainda não conquistou um troféu continental de maior relevância. Na entrevista, ele comentou também a situação dos clubes portugueses, que não formam tantos jogadores como os brasileiros.

"Os clubes portugueses precisam de vendas de jogadores para sobreviver. Os treinadores portugueses são habituados a formar jogadores sabendo que no dia seguinte eles podem ser vendidos, e tem que botar outro para explorar potencial. É o que chamamos de antecipação", explicou. "O técnico do Real não precisa disso, do PSG também não. Eles tem que conservar os melhores jogadores e procurar outros para melhorar ainda mais. Eis a razão pela qual o treinador português tem vantagem sobre os outros", concluiu Jesus.