<
>

Michael Owen diz que seria 'sonho' jogar com Firmino e aponta diferença com Salah: o egoísmo

Michael Owen, ex-Liverpool e Manchester United, afirmou ao ESPN FC que Mohamed Salah é um atacante "egoísta", mas o ex-jogador afirmou que isso não atrapalha a parceria com Sadio Mané no ataque.

No entanto, o senegalês foi substituído e saiu estressado com o companheiro na partida contra o Burnley após Salah não lhe passar a bola em uma ocasião clara de marcar o gol.

O treinador do Liverpool, Jurgen Klopp, minimizou o incidente após a partida e Owen afirmou que o 'chefão' deve garantir que a dupla encontre um jeito de colocar as diferenças de lado.

"Quando você olha para o trio de ataque do Liverpool, você tem Firmino, que é provavelmente o jogador menos egoísta do mundo, então seria um sonho jogar com ele", afirmou.

"No final, se tem Salah, que está focado apenas em marcar e sempre ser o artilheiro. Então, tem Sané, que fica entre os dois - gosta de marcar e é egoísta quando precisa ser -, que também é bem generoso nas assistências", completa.

Owen continuou: "Acredito que tem um bom balanceamento ali, mas apenas 'transbordou' naquele dia. Eu estava comentando a partida na TV e disse: 'Você viu aquilo?'. Tem muitos momentos em que Salah deveria passar a bola".

"Esses problemas acontecem o tempo todo e é trabalho do Klopp suavizá-los. Mas acredito que, como atacante, há um balanceamento em tudo. É preciso ter um que não é egoísta e outro que é, de outro modo você nunca marcará gols. Eu tive meu melhor momento com Emile Heskey, porque ele não era egoísta e eu era muito, logo...", relembrou.

Owen finalizou: "Não acredito que será um problema que durará, na próxima vez que Salah tiver a bola, ele, provavelmente, será mais consciente que precisa passar se existir uma oportunidade melhor. Se fizer isso, tudo será esquecido [...], isso acontece o tempo todo nos vestiários. Infelizmente para Klopp, isso aconteceu na frente das câmeras".