<
>

Alexis Sánchez sonha em jogar na MLS, mas ainda quer 'cinco ou seis anos em alto nível na Europa'

Emprestado à Inter de Milão pelo Manchester United, Alexis Sánchez disse que espera jogar nos Estados Unidos quando seu período na Europa chegar ao fim.

O atacante chileno vem de um ano e meio em que marcou apenas cinco gols em 45 partidas pelos Red Devills. Apesar disso, ele afirmou que ainda acredita que tem muito a oferecer no Velho Continente e que estaria interessado em jogar na Major League Soccer no futuro.

“Eu sempre tenho ofertas”, respondeu Sánchez durante entrevista coletiva, antes de partida amistosa do Chile contra a Argentina, em Los Angeles, quando foi perguntado sobre uma possível ida à MLS.

“Eles tinham me falado sobre Miami, mas eu tenho seis ou cinco anos de bom nível na Europa. Embora um dia eu possa jogar nos Estados Unidos”, afirmou. “Eu gostaria muito de jogar (na MLS), é uma liga que está crescendo e é muito boa”.

O atacante de 30 anos – completa 31 em dezembro – também reiterou que seu período no United foi um sucesso, apesar do baixo número de gols. Ele ainda disse que não tem arrependimento de uma mudança do Arsenal para o Old Trafford em janeiro de 2018.

Na Inter de Milão, Sánchez se juntará ao seu antigo companheiro Romelu Lukaku, que foi vendido pelo Manchester United por 80 milhões de euros na última janela. Sobre o belga, o atleta chileno falou que os dois têm um bom entendimento quando jogam juntos.

“Eu gostaria de ter jogado mais com Lukaku”, declarou Sánchez. “Eu penso no pouco tempo em que jogamos juntos, e fomos bem. E quando eu me tornei um titular com (José) Mourinho na segunda temporada, porque eu estava sempre jogando 60 minutos, fui bem e no próximo jogo eu não atuei. Se você olhar as estatísticas, eu não perdi um jogo como titular”.

“Mesmo contra a Juventus eu fui um título, o que fizemos? Vencemos a Juve por 2 a 1. Eu não perdi um jogo e saí invencível, mesmo que às vezes tenha sido 60 ou 70 minutos, eu não perdi um jogo (como titular), se você olhar as estatísticas.”

O atacante não foi derrotado quando esteve entre os 11 iniciais durante a campanha 2018-19, mas perdeu cinco vezes em todas as competições durante a segunda metade de sua primeira temporada.