<
>

O Real liderou, mas se surpreenda com o segundo clube que mais gastou 'de verdade' no mercado europeu

A janela de transferências se fechou e agora é a hora das diretorias colocarem tudo que gastaram no papel e, em muitos casos, contabilizarem o prejuízo.

Os times europeus movimentaram muitos milhões até o fechamento do Mercado na última segunda, dia 2. E quem mais gastou, não surpreendentemente, foi o Real Madrid. E também lidera a lista de quem ficou no prejuízo.

Segundo dados do Transfermarkt sobre o balanço (compras + vendas de jogadores) dos times, a equipe merengue teve um prejuízo de 177,5 milhões de euros (R$ 808 milhões). Os espanhóis gastaram 307,5 milhões em contratações e lucraram 'apenas' 130 com suas vendas.

Eden Hazard, a terceira transação mais cara da janela, ajudou bastante para que os números fossem negativos para os merengues, mas nada que realmente assuste a diretoria bilionária.

A lista dos 'negativados' continua e quem surpreende é o segundo colocado: o Aston Villa!

Recém-chegado à Premier League, o time resolveu se reforçar e gastou... muito! No entanto, não vendeu ninguém.

Não é possível manter o balanço positivo quando se investe 148,6 milhões (R$ 677 milhões) de euros em reforços, mas não se abre mão de nenhum jogador do time. O prejuízo já no início de temporada é gigantesco.

E dois brasileiros estão nesse 'pacotão' do Aston Villa. O mais caro dos reforços foi Wesley, que veio do Club Brugge por 25 milhões, e Douglas Luiz, ex-Vasco que chega ao clube por 16,8 milhões pagos ao Manchester City.

Porém, parece que algumas coisas não se resolvem com dinheiro, porque o time perdeu três das quatro primeiras partidas pela Premier League e tem um início nem um pouco animador.

A partir da terceira posição, os clubes se 'nivelaram' e Manchester City, Arsenal, Barcelona e Inter de Milão, que movimentaram o Mercado nos últimos dias de suas respectivas janelas (a da Inglaterra fechou no dia 8 de agosto). Todos eles terminaram com seu balanço entre 98 e 99 milhões de euros negativos.

Mas nem tudo é ruim. Alguns times lucraram, e muito, nesta janela. O Ajax começa a temporada com muito dinheiro no caixa após vender algumas das suas estrelas da última Champions League: 148 milhões de euros positivos.

O Benfica também não achou ruim a venda de João Félix, afinal. O lucro de 144,5 milhões de euros com certeza alegrou a diretoria.

O terceiro colocado, o Chelsea, já não tem muito o que comemorar, já que o número positivo se dá muito pelo fato de não terem permissão para contratar. Por isso, lucro de 93,3 milhões.

O Atlético de Madrid fez a contratação mais cara de sua história, reforçou o time e... saiu do mercado com um lucro de 69,6 milhões. João Félix foi 'pago' por Griezmann se mudando para a Catalunha e deixando o cofre cheio.

Veja os 10 primeiros 'negativados' da lista:

  1. Real Madrid: -177,5 milhões (gastou: 307,5mi / lucrou: 130mi)

  2. Aston Villa: -148,6 milhões (gastou: 148,6mi / lucrou: 0)

  3. Manchester City: -99 milhões (gastou: 168mi / lucrou: 69mi)

  4. Arsenal: -98,8 milhões (gastou: 152,4mi / lucrou: 53,55mi)

  5. Barcelona: -98,6 milhões (gastou: 255mi / lucrou: 156,4mi)

  6. Inter de Milão: -98,4 milhões (gastou: 155mi / lucrou: 56,6mi)

  7. Wolverhampton: -93,6 milhões (gastou: 97mi /lucrou: 3,4mi)

  8. Manchester United: -89,5 milhões (gastou: 159mi / lucrou: 69,5mi)

  9. Bayern de Munique: -89,5 milhões (gastou: 143,5mi / lucrou: 54mi)

  10. Tottenham Hottspur: -79 milhões (gastou: 114mi / lucrou: 35mi)