<
>

Cristiano Ronaldo x João Félix, superstições e grupo com 3 campeões: veja curiosidades do sorteio da Champions

play
Nicola vê grupos G e H equilibrados na Champions League, e Ubiratan acha que Inter de Milão deu azar; veja (2:18)

Comentaristas do BB Debate analisam composição dos grupos da competição (2:18)

Os grupos da Champions League foram definidos nesta quinta-feira em sorteio realizado em Mônaco. Naturalmente, parte dos confrontos designados reservam algumas histórias particulares, e o ESPN.com.br listou cinco delas. Confira:

Cristiano Ronaldo x João Félix

O passado/presente e o presente/futuro de Portugal. Uma antiga estrela de Madri enfrentará uma nova. Cristiano Ronaldo deixou a Espanha como protagonista de um tricampeonato do Real Madrid na Champions e agora tenta levar a Juventus também ao topo da Europa.

Já o Atlético de Madrid, adversário da Velha Senhora na chave D, acaba de contratar João Félix por 126 milhões de euros. O jovem brilhou na pré-temporada, inclusive na vitória em amistoso diante da própria Juve, e tem a missão de substituir Antoine Griezmann. Esse é possivelmente o duelo individual mais interessante na fase de grupos.

Superstições

Desde que a Champions adotou seu atual formato, em 2003-04 (uma fase de grupos seguida por oitavas de final), seis dos 16 campeões (38%) saíram do grupo F, que nesta edição conta com Barcelona, Borussia Dortmund, Inter de Milão e Slavia Praga.

Por outro lado, o grupo G foi o único que nunca recebeu um time que viria a ser campeão. Em 2019-20, a chave será integrada por Zenit, Benfica, Lyon e RB Leipzig.

Grupo da morte

Por falar em campeões, o já mencionado grupo F é o único que possui três clubes que já foram campeões do torneio: Barcelona (1992, 2006, 2009, 2011 e 2015), Inter de Milão (1964, 1965 e 2010) e Borussia Dortmund (1997).

Azar do Slavia Praga, que é o outro integrante. Bom, a reação dos dirigentes no sorteio disse tudo.

Déjà vu

Alguns encontros que ocorreram na edição passada irão se repetir em 2019-20, como Liverpool x Napoli. Os Reds perderam para os italianos por 1 a 0 pela segunda rodada, com um gol de Lorenzo Insigne aos 45min do segundo tempo. Já na partida derradeira, em um confronto direto pela segunda vaga da chave, o time de Jürgen Klopp venceu por 1 a 0, com um gol de Mohamed Salah.

Já o Manchester City irá encarar o Shakhtar Donetsk na fase de grupos pelo terceiro ano seguido. Na temporada passada, os ingleses triunfaram por 3 a 0 e 6 a 0 diante dos ucranianos.

Por fim, Juventus e Atlético de Madrid voltam a se encontrar após terem feito um emocionante confronto de oitavas de final em 2018-19. Depois de os espanhóis terem triunfado por 2 a 0 em casa no jogo de ida, Cristiano Ronaldo fez um hat-trick para os italianos no triunfo por 3 a 0.

Técnicos jovens

O grupo G - além da curiosidade de não contar com times que venham a ser campeões – ainda tem outro aspecto particular, especificamente nesta temporada: a baixa idade de seus treinadores. O mais velho é Sylvinho, do Lyon, com 45 anos. Na sequência aparecem Sergei Semak, do Zenit, e Bruno Lage, do Benfica, ambos com 43. Já Julian Nagelsmann, do RB Leipzig, tem 32 anos. Vale destacar que o alemão, com 28, havia se tornado o mais jovem da história a trabalhar na Bundesliga.