<
>

'O Vasco jogou como jogava antigamente', diz Cuca após derrota do São Paulo

play
Cuca discorda de expulsão de Raniel, mas reconhece: 'O Vasco venceria mesmo no 11 contra 11' (2:20)

O treinador do São Paulo afirmou que o clube carioca foi muito superior durante toda a partida em São Januário. (2:20)

A expulsão de Raniel aos 35 minutos do primeiro tempo não foi usada como justificativa pelo técnico Cuca após a derrota do São Paulo para o Vasco por 2 a 0. Passada a partida, o comandante tricolor reconheceu os méritos da equipe adversária e foi só elogios a Vanderlei Luxemburgo, que surpreendeu ao escalar quatro volantes em campo, mas que não se limitaram apenas a marcar.

“Hoje não aconteceram grandes coisas como a gente vinha fazendo. Temos que buscar o porquê de as coisas não terem ocorrido. Estamos em uma obra que precisamos fazer um prédio de 75, 76 andares, fizemos 30, paramos no 30, vamos ver se sábado que vem vamos para 33. Tem dia que vai chover, que você não vai trabalhar direito. Na derrota ninguém serve, está tudo errado, mas temos que dar os méritos para o adversário, que fez uma grande partida”, disse Cuca.

Apesar de reconhecer a boa atuação que o Vasco teve diante de mais de 19 mil torcedores em São Januarío, Cuca lamentou a expulsão de Raniel ainda no primeiro tempo e discordou do VAR, que acabou fazendo com que Anderson Daronco desse o cartão vermelho ao centroavante tricolor.

“O Vasco teve um ímpeto bem maior no começo do jogo, acho que o fator campo, torcida, motivação, o tempo que não jogava aqui, tudo exerceu uma pressão muito grande, e a volúpia com que o Vasco entrou no jogo nos trouxe alguns problemas. Passado um pouquinho, perdemos um jogador com meia hora de jogo. Você sente a perda do jogador, porque jogamos na quarta, viagem para cá, para lá, coisa que o adversário não teve. Mas, penso assim: não era lance para expulsão, porque o Raniel está na frente do zagueiro, ele tenta dominar a bola, e o zagueiro chega de cabeça. Lance para cartão amarelo”, prosseguiu.

“Acho que o Vasco ia vencer esse jogo mesmo no 11 contra 11 pelo que estavam apresentando no jogo, se a gente não mudasse de atitude. Passamos a criar chances de gol depois da expulsão, coisa que com 11 a gente não estava fazendo. O resultado do Vasco foi merecido, até porque com 11 eles já estavam fazendo por merecer. No segundo tempo, tentamos colocar a equipe mais para frente, tivemos vários desfalques no setor ofensivo, fizeram falta, mas não tem nada pra reclamar, campeonato é assim mesmo. Em um dia não dá certo, tem que saber administrar, se recompor o quanto antes para recuperar na próxima partida”, concluiu.