<
>

Goiás supera expulsão bem polêmica, esbanja golaços e vira contra o Inter mesmo com um a menos

Klaus lamenta, enquanto que jogadores do Goiás comemoram gol marcado diante do Inter Gazeta Press

O Goiás arrancou uma virada e tanto no Serra Dourada neste domingo. Mesmo com um a menos graças a uma expulsão bastante polêmica feita pelo VAR, o time esmeraldino foi buscar a vitória por 2 a 1 diante do time reserva do Internacional, com dois golaços – um de Michael e outro de Rafael Vaz, já nos acréscimos. Guilherme Parede havia aberto o placar para os colorados.

O lance que quase definiu o jogo aconteceu logo aos 11 minutos do primeiro tempo. Michael errou um passe na saída de bola, Rithely ganhou a dividida de Léo Sena e, na sequência, Wellington Silva deixou Guilherme Parede livre dentro da área para bater na saída do goleiro e balançar a rede.

Só que como se não bastasse ter tomado o gol, o Goiás ainda ficou com um a menos. Depois de validar o 1 a 0, o juiz Marielson Alves Silva foi olhar o VAR e expulsou Léo Sena pela dividida com Rithely. No lance, ele pula para tentar fugir do carrinho, mas acaba acertando com o joelho a cabeça do jogador colorado – em um lance que pareceu sem intenção.

Mas o Goiás não se intimidou com a desvantagem do placar. E brindou a torcida com a vitória e com dois golaços.

Aos 25, Michael recebeu passe pelo lado direito dentro da área, deixou dois marcadores no chão com dribles desconcertantes e bateu cruzado para deixar tudo igual.

No fim, já aos 50, Rafael Vaz bateu com perfeição uma falta no ângulo do goleiro Marcelo Lomba para virar a partida.

O resultado deixa o Internacional com 24 pontos, na sétima colocação. Pelo Brasileiro, a equipe volta a campo no próximo sábado, quando encara o Botafogo no Beira-Rio. Antes disso, o time de Odair Hellmann tenta reverter em casa a derrota por 2 a 0 para o Flamengo na Libertadores, nesta quarta-feira.

Já o Goiás sobe para o 11º lugar, com 21 pontos, e encara o Fortaleza fora de casa na próxima rodada.

FICHA TÉCNICA:
GOIÁS 2 X 1 INTERNACIONAL

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia-GO
Data: 25 de agosto (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Assistentes: Alessandro Álvaro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)
VAR: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP)
Cartões amarelos: Klaus (Internacional); Leandro Barcia (Goiás)
Cartões vermelhos: Leó Sena (Goiás)
Gols:
INTER: Guilherme Parede, aos 11 do 1ºT;
GOIÁS: Michael, aos 25, e Rafael Vaz, aos 50 do 2ºT

GOIÁS: Tadeu; Yago Rocha (Geovane), Fábio Sanches, Rafael Vaz e Jeferson; Yago Felipe, Léo Sena, Marcelo Hermes e Michael; Rafael Moura (Leandro Barcia) e Kayke (Renatinho). Técnico: Ney Franco

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Zeca, Klaus, Emerson Santos e Natanael (Erik); Rithely (Sarrafiore), Bruno Silva e Nonato; Wellington Silva (Pedro Lucas), Nico López e Guilherme Parede. Técnico: Odair Hellmann