<
>

Jogadores do Fluminense pregam ajustes para manter estilo de jogo de Diniz

play
Corinthians ou Fluminense, quem é favorito na Sul-Americana? Após empate, comentaristas são unânimes (1:23)

Todos apostaram exatamente o mesmo número de fichas na mesma equipe (1:23)

O Fluminense não vai jogar neste fim de semana pelo Campeonato Brasileiro. Por conta disso, os tricolores vão trabalhar focado no duelo de volta contra o Corinthians, na próxima quinta-feira, pela Sul-Americana. O confronto vai marcar a estreia do técnico Oswaldo de Oliveira no comando da equipe.

Mesmo com novo comando, os jogadores ressaltaram que a equipe não vai deixar de atuar como nos tempos de Fernando Diniz. O meia Nenê revelou que o novo treinador adiantou que vai buscar os ajustes necessários para que o Fluminense atuar de forma mais equilibrada.

“Na Sul-Americana o time estava vindo bem, fez grandes jogos. Os jogos contra o Peñarol foram excelentes. No Brasileiro, que estava essa coisa de não conseguir resultado. Jogávamos bem, mas pecávamos nas finalizações, não estávamos fazendo os gols. A gente criava muitas chances. Essa era a ideia do Diniz, mas sem estar exposto. Só que os caras ficavam esperando e aconteceu de várias vezes num contra-ataque fazerem um gol e a gente não conseguir resultado. O que o Marcão e o Oswaldo procuraram falar foi de buscar esse equilíbrio na parte defensiva. A pressão era forte. A culpa não era da defesa, e sim de todos”, disse.

O volante Allan seguiu as palavras do seu companheiro e afirmou que o Fluminense deve manter as características ofensivas.

“Acho que jogar, todo time quer jogar. É difícil. A segunda parte é marcar. Não vamos fugir das características que o Fernando deixou. Só ajustar algumas coisas na defesa e é assim que vai seguir daqui pra frente”, declarou.

O Fluminense empatou sem gols em Itaquera e precisa de uma vitória para avançar às semifinais da Sul-Americana.