<
>

Flamengo: governador do Rio, Wilson Witzel diz que vai falar com Jorge Jesus para que ele siga

play
Blefe na escalação funciona? Mauro Cezar opina sobre estratégia de Jorge Jesus (1:42)

Técnico colocou Gabigol como titular diante do Internacional depois de o atacante ter sido considerado desfalque para a partida (1:42)

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, disse que vai conversar pessoalmente com Jorge Jesus depois de um comentarista português afirmar que o técnico só permaneceria no Flamengo até o fim de 2019. A falta de segurança na cidade seria um dos motivos.

“Vou falar pessoalmente com o Jorge Jesus. Mostrar ao querido técnico que não há necessidade de ir embora. Muitos brasileiros estão voltando para o Rio. Os índices estão sendo sensivelmente reduzidos. Ele terá paz para fazer o melhor pelo Flamengo”, disse Witzel, ao jornal “Extra”.

A possibilidade de Jesus deixar o Flamengo no fim de 2019 foi veiculada na noite de quarta-feira, por Rui Costa, comentarista da SIC Notícias, canal de televisão português.

"Jorge Jesus não vai continuar no Flamengo no próximo ano. Vai passar o natal em Portugal e creio que não voltará ao Flamengo. As coisas estão correndo bem no Rio de Janeiro, os resultados têm aparecido, a desvantagem para o primeiro colocado tem diminuído", iniciou ele.

"O futebol brasileiro é apaixonante, mas ao mesmo tempo muito complicado. Há a questão da segurança/insegurança no Rio de Janeiro e, portanto, em termos de avaliação, o Jorge Jesus terá uma estada curta pelo Flamengo. Há conversas para renovar, mas não vai renovar", completou.

Também na quarta, depois da vitória do Flamengo sobre o Internacional, na Copa Libertadores, o próprio Jesus foi perguntado sobre o assunto, mas desconversou.