<
>

Retrospecto fora de casa anima Corinthians para decisão no Rio

O Corinthians não conseguiu vencer o Fluminense nesta quinta-feira, diante de quase 38 mil torcedores em sua Arena, em Itaquera. O confronto, que vale vaga às semifinais da Copa Sul-Americana, será decidido na semana que vem, dentro do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Apesar da decepção de boa parte dos corintianos com a ausência de uma vantagem, o fato de não ter sofrido gol como mandante é um ponto a ser destacado. Isso porque o torneio continental tem o gol qualificado como critério de desempate.

Ou seja, qualquer empate com gols garantirá a classificação alvinegra. E um novo 0 a 0 levará a definição aos pênaltis. A vitória, seja para quem for e independente do placar, também poderá determinar o time a seguir em frente no torneio.

De quatro resultados possíveis, só um representaria a eliminação direta do Timão: uma derrota no tempo normal. Fábio Carille e companhia poderão comemorar vencendo, empatando com gols ou superando o rival nos pênaltis.

O retrospecto corintiano como visitante ainda serve de combustível para os mais otimistas. Na Copa Sul-Americana, o Timão fez gol em todos os jogos longe de seus domínios.

Marcou gol no Racing-ARG (empate por 1 x 1), no Deportivo Lara (vitória por 2 x 0) e no Wanderes (vitória por 2 x 1). Cinco gols em três jogos, e nenhum revés.

Na temporada, o Corinthians tem 27 gols em 25 desafios como visitante, uma média de 1,8 gol por jogo.

No Campeonato Brasileiro são oito gols em sete partidas, média de 1,14 gol por desafio. Apenas em três compromissos do nacional por pontos corridos o Corinthians não estufou as redes: Cruzeiro, Santos e Inter.