<
>

Após economia em 2019, Liverpool já tem alvos no mercado para 2020, diz jornal inglês; veja as posições

Após não gastar praticamente nada na atual janela de transferências, o Liverpool já está de olho no próximo mercado da bola.

De acordo com o jornal Liverpool Echo, a diretoria sabe que os Reds terão uma temporada muito apertada, já que, além da Premier League e da Champions, o clube estará na Supercopa da Uefa (já vencida na semana passada sobre o Chelsea), na FA Cup, na Copa da Liga Inglesa e no Mundial de Clubes da Fifa.

Segundo o diário, a primeira grande preocupação é a defesa, já que Dejan Lovren, Joel Matip e Nathaniel Clyne estão em fim de contrato e podem deixar Anfield na próxima temporada - do trio, Matip é o único que teria alguma chance de permanecer.

Com isso, o Liverpool irá ao mercado ao menos em busca de um novo zagueiro e também de laterais para serem reservas de Trent Alexander-Arnold e Andy Robertson, já imaginando possíveis lesões ou suspensões dos titulares.

Vale lembrar que, na atual janela, a equipe contratou o jovem Sepp van den Berg, revelação de apenas 17 anos, para a zaga. No entanto, o ex-PEC Zwolle ainda é considerado muito jovem para brigar pela titularidade.

No meio-campo, o técnico Jurgen Klopp também pode perder uma dupla de peso, que está em fim de contrato e em estágio de indefinição quanto a uma sequência no clube: James Milner e Adam Lallana.

Com Jordan Henderson e Gini Wijnaldum também próximos dos 30 anos, os Reds devem procurar um novo meio-campista "faz tudo", que possa brigar por posição com nomes como Fabinho, Naby Keita e Alex Oxlade-Chamberlain.

O ataque, por sua vez, é o setor que menos preocupa. Com Mohamed Salah, Roberto Firmino e Sadio Mané na "flor da idade", e Divock Origi como um reserva de segurança, não há, por enquanto, planos de buscar reforços na posição.

Xherdan Shaqiri pode sair em busca de mais oportunidades, mas não causaria qualquer abalo ao elenco. Serviria, inclusive, para dar chances aos pratas-da-casa Rhian Brewster e Harvey Elliott, ainda pouco testados por Klopp.