<
>

Como Marcos Rocha, do Palmeiras, anulou Everton 'Cebolinha', do Grêmio, em jogo da Libertadores

play
Gian, sobre partida de Everton contra o Palmeiras: 'Apesar de não ter êxito, foi o jogador que mais tentou' (1:45)

Atacante do Grêmio, assim como os demais companheiros, não conseguiu furar o bloqueio do Alviverde (1:45)

Na última terça-feira, o Grêmio depositava no atacante Everton "Cebolinha" suas esperanças para conseguir uma boa vitória sobre o Palmeiras, pelas quartas de final da Libertadores.

No entanto, o jogador da seleção brasileira pouco conseguiu fazer em campo, e o Verdão acabou abocanhando um triunfo por 1 a 0 em plena arena tricolor.

O "sumiço" de Everton se deve muito à grande atuação defensiva do lateral direito Marcos Rocha, que colocou o veloz atacante "no bolso" durante a partida da última terça-feira.

Segundo números do TruMedia, banco de estatísticas exclusivo da ESPN, o camisa 2 realizou incríveis 10 roubadas de bola durante a partida, a maior parte em cima do "Cebolinha".

Essa foi a maior quantidade de roubadas de um atleta do Palmeiras em uma partida de Libertadores nos últimos sete anos, e foi disparado o recorde entre o elenco palestrino contra o Imortal - Diogo Barbosa, o 2º no quesito no jogo em Porto Alegre, teve 4.

Além disso, Marcos Rocha ganhou 66,7% das 18 divididas que teve na partida, levando a melhor na maioria das jogadas defensivas.

Não á toa, Everton teve péssimos números no jogo. Ele tentou, por exemplo 18 lances de um contra um, mas teve sucesso em apenas 27,8% das jogadas.

Durante o confronto, o "Cebolinha" ainda tentou 5 finalizações, sendo o 2º gremista que mais chutou (atrás só de Jean Pyerre, com 6).

Dentre suas batidas, porém, 4 foram de fora da área, em uma zona em que ele foi mantido por Marcos Rocha durante praticamente os 90 minutos.

Esse, aliás, foi o cenário na Arena do Grêmio.

Em finalizações de fora da área, o Imortal teve 14, contra 4 do Palmeiras. Já de dentro da área, o Verdão chutou 6 vezes, contra só 3 dos gaúchos.

Com o resultado de terça, os palestrinos dependem apenas de um empate no próximo jogo para avançar no torneio da Conmebol.

O jogo de volta será na próxima terça-feira, no Pacaembu, novamente às 21h30 (de Brasília).

O Grêmio ainda entra em campo no final de semana pelo Campeonato Brasileiro, sábado, às 17h (de Brasília), contra o Athletico-PR, novamente na Arena.

O Verdão, por sua vez, jogaria contra o Fluminense no domingo, mas o duelo foi adiado para 10 de setembro pela CBF.