<
>

Neymar: Barcelona vai pedir empréstimo do brasileiro sem oferecer jogadores ao PSG

O Barcelona ainda não renunciou à chance de contratar Neymar e lançará uma nova ofensiva para conseguir seu empréstimo em uma operação que também incluiria a possibilidade de contratar o atacante do Paris Saint-Germain de maneira permanente em 2020, distintas fontes confirmaram à ESPN.

O empréstimo, a priori, não incluiria jogadores, enquanto está em discussão qual quantidade de dinheiro deveria pagar o Barça no meio de 2020 se decidisse ficar com Neymar.

A ideia inicial dos catalães era incluir Philippe Coutinho e outros jogadores na operação para baratear a transferência de Neymar, mas no final decidiram mudar a estratégia depois que na última sexta-feira acertaram o empréstimo do ex-Liverpool ao Bayern de Munique.

O gigante alemão pagará 8,5 milhões de euros (cerca de R$ 38 milhões) ao Barcelona pelo negócio e se reserva o direito de adquiri-lo de maneira permanente ao final desta temporada por 120 milhões de euros (R$ 536 milhões).

Fontes do clube catalão explicaram à ESPN que após manter várias reuniões internas durante o último fim de semana decidiram copiar a estratégia do Bayern e nos próximos dias se colocarão em contato com o PSG para enviar uma proposta de empréstimo com opção de compra para que Neymar volte ao Camp Nou.

A situação econômica do Barcelona não é favorável depois de um mercado no qual gastou 203 milhões de euros (R$ 908 milhões) fixos, sem variáveis, nas contratações de Antoine Griezmann, Frenkie de Jong, Neto e Junior Firpo.

A saída de Coutinho à Bundesliga já complicou a possibilidade de realizar uma troca de figurinhas com o PSG, já que o Barcelona não quer incluir na operação dois jogadores que os franceses gostam como Ousmane Dembélé e Nelson Semedo.

O Barça viajou na semana passada a Paris com a intenção de poder convencer Leonardo, diretor esportivo do PSG, com uma primeira oferta que não o satisfez.

Segundo pode saber a ESPN, o clube catalão ofereceu 80 milhões de euros (R$ 357 milhões) mais as transferências de Coutinho e Ivan Rakitic, mas o clube francês rejeitou a oferta e contrapropôs pedindo 120 milhões de euros mais os serviços de Coutinho e Semedo.

O Barcelona estava disposto a subir o montante econômico até os 100 milhões de euros (R$ 447 milhões), porém, enquanto Rakitic se mostrava receoso em entrar nessa operação, a negociação foi definitivamente para o limbo com o empréstimo do brasileiro ex-Liverpool ao Bayern.

Fontes comentaram à ESPN nos últimos dias que o entorno de Neymar viu a saída de Philippe Coutinho como um contratempo, já que o consideravam uma peça-chave na negociação.

O Barcelona, contudo, ainda não descartou sua contratação por mais que sejam conscientes de que “será complicado” e ainda mais porque acreditam que a ameaça Real Madrid segue latente.

A equipe merengue também considera a contratação de Neymar, e fontes da ESPN asseguram que jogadores do elenco do Real conversaram com ele. Assim, o clube presidido por Florentino Pérez aguardaria o momento para entrar na operação, mais ainda depois que Paul Pogba, objetivo número 1 em Madri, teve as portas fechadas em Old Trafford.

O Barcelona conta com a vantagem de que a prioridade de Neymar segue sendo voltar ao Camp Nou, mas o brasileiro não quer fechar de maneira definitiva as portas do Real Madrid caso a operação fracasse. Por isso, o jogador se mantém em silêncio e não fez um gesto público para revelar seu desejo.