<
>

Ministro da Educação usa 'Portuguesa Futebol Clube' para ironizar manifestação e clube responde

play
'Tem 50 países querendo comprar o Brasileiro, mas a senhora CBF não colocou à venda', diz Andersinho Marques (1:44)

Comentarista brasileiro que mora na Itália falou sobre as dificuldades de exposição do Brasileirão na Europa (1:44)

O Ministro da Educação, Abraham Weintraub, usou a Portuguesa para ironizar as manifestações contra os cortes na área da educação na noite da última terça-feira. A ironia foi feita usando uma imagem dos manifestantes em frente ao MASP (Museu de Arte de São Paulo), na avenida Paulista, em São Paulo.

"Após 46 anos a Portuguesa Futebol Clube finalmente volta a ser Campeã Paulista. A Leões da Fabulosa levou todos os torcedores do time do Canindé para comemorar na Av. Paulista (foto). A frota de combis [sic] congestionou a Al. Santos. O fornecimento de pães está suspenso até amanhã", escreveu o ministro.

A postagem acabou provocando reação da própria Portuguesa.

"O excelentíssimo min. da educação deveria se ocupar em temas mais nobres para o país do que fazer chacota com o sentimento de milhares de torcedores da Portuguesa. Aliás @AbrahamWeint o nome da Lusa é Associação Portuguesa de Desportos, e não Portuguesa Futebol Clube", respondeu o perfil lusitano no Twitter.

Outros usuários responderam ao ministro. Alguns se divertiram com a publicação. Outros cobraram respeito tanto ao protesto estudantil quanto a Portuguesa, que celebra 99 anos justamente nesta quarta-feira.

As manifestações da última terça-feira foram organizadas pela União Nacional dos Estudantes (UNE) com apoio de centrais sindicais. De acordo com a UNE, os atos ocorreram em 204 cidades, reunindo 900 mil pessoas pelo país.

Em São Paulo, os manifestantes reuniram-se a no MASP a partir das 17h e encerraram a marcha na Praça da República, às 20h.

A ironia sobre o título da Portuguesa remete a última conquista do clube em um torneio de primeira divisão. Foi em 1973, quando, por erro do árbitro Armando Marques na contagem dos pênaltis, a Lusa dividiu a taça com o Santos de Pelé.

Fundada em 1920 após a união de cinco equipes lusitanas da capital paulista, a Portuguesa ganhou após 73 uma Série B (2011) e duas edições da Série A-2 do Paulistão (2007 e 2013). Tem ainda um vice do Brasileirão de 1996 e dois do Estadual (1975 e 1985).

Atualmente a equipe do Canindé tem vaga na Série A-2 do Campeonato Paulista e na Copa Paulista.