<
>

De Rossi, Kagawa, Filipe Luís, Juanfran... Jornal lista as contratações mais 'aleatórias' do mercado

play
Cuca diz quais os planos para Juanfran e Daniel Alves, e exalta brasileiro: 'Contagia o ambiente' (1:35)

Os dois laterais treinam, mas ainda estão não jogaram pelo Tricolor (1:35)

O mercado de transferências é o que movimenta o mundo do futebol durante a pausa da temporada europeia, e desta vez não foi diferente.

Em meio às inúmeras contratações que aconteceram, algumas chamam atenção por serem 'aleatórias', como classifica o jornal Marca. Jogadores que 'mudaram sua vida' em apenas alguns dias e futuros que são o mais "inverossímeis" possível.

O destino favorito: Brasil

O jornal espanhol destaca a chegada de craques da LaLiga ao futebol brasileiro, o destino mais "exótico" para os jogadores que ainda tinham mercado na Europa.

Filipe Luís ao Flamengo, Daniel Alves e Juanfran para o São Paulo. Os três, reconhecidos pelo desempenho na Espanha, desembarcaram no Brasil e "assustaram" o futebol mundial.

Juanfran tinha uma proposta para renovar com o Atlético de Madrid, mas negou para dividir vestiário com Dani Alves, capitão da seleção brasileira, que decidiu retornar ao seu país após 17 anos fora do futebol nacional com a camisa do Barcelona, Juventus e PSG.

Por outro lado, dois jogadores que muitas vezes foram companheiros nas laterais colchoneras, agora serão rivais já que Filipe Luís decidiu "voltar para a casa" e defender a camisa do time do coração.

De Rossi no Boca Juniors

Quem via De Rossi na Roma não imaginava o volante fora da Itália, porém a história foi diferente, e bem "aleatória".

Quando o italiano anunciou que deixaria a o time que defendeu por 18 temporadas em maio, muitos acreditaram que ele se aposentaria, mas não: o campeão mundial tinha mais uma etapa em sua carreira e decidiu realizar o sonho de vestir a camisa do Boca Juniors, time pelo qual sempre demonstrou carinho.

Após 18 temporadas, De Rossi deixa o futebol italiano e disputará a Copa Libertadores até 2020.

Campeão do Mundo para o... Bétis?

Talvez a "mais aleatória" transferência da janela.

Ídolo no Lyon, reserva, mas campeão da Copa do Mundo, da França, Fekir decidiu se transferir para a LaLiga.

Real Madrid, Atlético de Madrid ou Barcelona? Não: Betis!

O meia tinha propostas de Valencia e Sevilla, mas ainda assim optou pelo clube alviverde.

Como tinha apenas mais um ano de contrato com o time francês, se não saísse neste mês, não deixaria nem um euro para sua equipe.

Chega para "substituir" Lo Celso, que seguiu para o Tottenham, time que também procurou Fekir, além do Liverpool, na Premier League.

Escala: Japão - Espanha

Ninguém poderia imaginar que Shinji Kagawa, ex-jogador do Manchester United, Borussia Dortmund e, na última temporada, Besiktas, desembarcaria na Espanha para uma nova aventura com a camisa do Zaragoza.

Aos 30 anos, já é nítida a queda de rendimento do japonês, porém era quase "inimaginável" ver o meia vestindo tal camisa, mas o jogador tinha o sonho de jogar a LaLiga, como afirma o jornal.

Só tem um problema: o Zaragoza disputará a Segunda Divisão espanhola. Mas Kagawa "pouco se importou" com esse fato, quando na verdade desejava apenas realizar o sonho de jogar no país, tanto que os aspectos financeiros ficaram em segundo plano na negociação.

Mas o atleta não foi o único, seu conterrâneo Shinji Okazaki também chegou à Espanha.

O atacante deixou a Campeonato Inglês e o Leicester, em que foi campeão, para se juntar ao time do Málaga. Aos 33 anos, viu seu papel reduzir no vestiário inglês e decidiu realizar um sonho, mas vai encontrar com Kagawa nos campos espanhóis da segunda divisão.

De Alcorcón para Dortmund

A transferência de José María Relucio, Relu, não foi a mais badalada da janela, mas a vida do espanhol "girou 180 graus".

O meia de 21 anos defendia o Alcorcón, time madrilenho, e foi chamado para a equipe principal apenas por conta de baixas no elenco que aconteceram durante a temporada.

Porém, decidiu não renovar com a equipe após ter um novo futuro no Campeonato Alemão: O Borussia Dortmund, "não se sabe como", descobriu o futebol de Relu, foi atrás do jogador e o levou para a Alemanha.

playbuzz