<
>

Juventus 'pede RG' para checar onde torcedor nasceu para vender ingresso em clássico

Desde a última quinta-feira, a Juventus virou alvo de críticas na Itália por ter anunciado a proibição da venda de ingressos para torcedores nascidos e residentes na Campânia para o confronto contra o Napoli, em Turim, no próximo 31 de agosto. A região sul da Itália tem justamente Nápoles, terceira cidade mais populosa do país, como capital.

Entre as diversas manifestações contrárias ao veto imposto pela Juventus está a lembrança de que a cidade de Turim tem muitos moradores nascidos na Campânia em razão do forte fluxo migratório nos anos 60 e 70.

Muitos buscavam na cidade do norte italiano, caracterizada pela força industrial, uma oportunidade de trabalho.

Pesquisas de tamanho de torcida apontam que a Juventus se fortaleceu muito desde então, abrindo larga vantagem na preferência dos italianos em relação aos rivais. Tanto que há muitas décadas lidera como time mais popular da Itália.

A decisão tomada pela Juventus na última quinta-feira colocou como exceção ao veto o setor visitante e os torcedores que tenham o cartão Juventus Card ou a "tessera del tifoso", um cadastro de torcedores na polícia local.

Matéria do jornal "La Reppublica" tratou como um absurdo e publicou em sua reportagem desta sexta-feira que a medida, caso fosse levada à frente, impediria o técnico Maurizio Sarri de comprar um ingresso para ver o jogo.

O treinador da Juventus nasceu em Nápoles, em 1959.

A decisão da Juventus também provocou reações hostis ao clube em toda a Campânia. A prefeitura de Nápoles emitiu uma nota e afirmou que o veto "tem ar de ser uma escolha de discriminação territorial e social".

Uma decisão anunciada nesta sexta pelo "Gruppo Operativo di Sicurezza" exigiu que a venda para os nascidos na Campânia seja autorizada, mas manteve o veto para quem é residente da região ao Sul da Itália.

Ainda está em fase de apreciação do Observatório Nacional para Manifestações Esportivas a liberação do setor visitante para residentes na Campânia, o que atenderia o grosso da torcida do Napoli que pretende comparecer ao Allianz.

Os ingressos serão vendidos a partir de 9 de agosto para a partida pela segunda rodada da Série A.