<
>

Fábregas diz que seria 'um prazer' jogar Libertadores: 'Por que não?'

play
Entre as equipes brasileiras vivas na Libertadores, qual técnico tem a 'melhor' história a ser contada? Gian Oddi opina (2:46)

Equipe do ESPN Bom Dia fala sobre técnicos candidatos ao título da Libertadores e opinam sobre o enredo de cada um em caso de conquista (2:46)

Cesc Fábregas fez toda sua carreira no futebol europeu. O espanhol, contudo, revelou que acompanha o que acontece na América do Sul e elogiou a Copa Libertadores, dizendo, inclusive, que seria “um prazer” um dia jogar a competição.

“Creio que é um torneio muito importante. Na Espanha e na Inglaterra, se fala muito da final quando se joga. É verdade que, na Europa, não se segue o dia a dia, mas quando chega na reta final, é uma competição que agrada muito e se assiste aqui na Europa. Ainda mais quando as maiores equipes chegam na final”, disse, à “Radio Villa Trinidad”, da Argentina.

Sobre jogar a Libertadores, Fábregas admitiu que não é algo que havia pensado, mas admitiu a possibilidade, elogiando principalmente o futebol argentino.

“Não sei. Nunca pensei. Não por nada, as coisas passam rápido, e as vezes não se tem tempo para pensa nessas coisas, mas por que não?”, elogiou.

“Me parece uma liga muito competitiva, muito agressiva, onde há jogadores com muito talento, saíram muitos grandes jogadores, da Argentina e no continente em geral. A verdade é que seria para mim um prazer um dia poder ir aí, mas no futebol nunca se sabe, às vezes as coisas acontecem, às vezes não, e vamos ver o que acontece”, completou.

Fábregas esteve na final da última Libertadores, entre Boca Juniors e River Plate, que foi disputada na Espanha. Ele também lembrou que conhece o estádio dos dois gigantes argentinos, tendo passado por lá em compromissos com sua seleção.

Fábregas tem atualmente 32 anos e está jogando pelo Monaco. Antes disso, defendeu profissionalmente o Arsenal, o Barcelona e também o Chelsea.