<
>

Palmeiras na Libertadores: Dudu leva encarada de técnico do Godoy Cruz na zona mista do Allianz

play
Felipe Melo diz que Deyverson 'levou porrada' e rechaça críticas ao atacante: 'Tem que parar com essa palhaçada' (4:19)

Volante do Palmeiras criticou as declarações do treinador do Godoy Cruz (4:19)

Um momento insólito marcou a zona mista do Allianz Parque após o Palmeiras golear o Godoy Cruz por 4 a 0, na última terça-feira, pelas oitavas de final da Libertadores.

Enquanto concedia entrevista, o atacante Dudu deu espaço para que o técnico da equipe argentina, Lucas Bernardi, que havia acabado de sair de sua entrevista coletiva, passasse pelo corredor para poder ir embora.

Ao invés de "seguir a vida", porém, Bernardi deu uma tensa encarada no camisa 7 alviverde, que olhou de volta com cara de poucos amigos.

Após alguns segundos de estranhamento, Dudu foi questionado sobre a reação do comandante rival, e também mostrou perplexidade.

"Parei de dar entrevista para ele passar e ele ficou me encarando... Sei lá, é louco", disparou o craque palestrino.

Em conversa ainda na zona mista, porém, Bernardi explicou o motivo de seu olhar de reprovação para o atleta adversário.

O técnico do Godoy Cruz não gostou de uma "enfeitada" do camisa 7 já nos minutos finais do jogo, que terminou com Manzur dando um forte carrinho em Dudu e sendo expulso com cartão vermelho direto.

Para Bernardi, não havia necessidade do brasileiro fazer jogadas de efeito, já que o placar marcada 3 a 0 e o confronto estava definido - a partida acabaria em 4 a 0, com um gol do próprio Dudu.

"Não gostei que Dudu faltou com respeito aos meus jogadores. Por que não fez isso (lance de efeito) em Mendoza e fez agora, que estava ganhando de 4 a 0 [N.R.: na verdade, 3 a 0]? Meus jogadores não mereciam essa situação", reclamou.

"É claro que faz parte do futebol. Falei com Felipe Melo, e está tudo bem. Podemos correr, brigar, fazer faltas, mas em nenhum momento faltamos com respeito. Nem lá e nem aqui", acrescentou.

"Tanto ele [Dudu] quanto o Deyverson não precisavam ter dominado a bola com as costas, essas coisas. Se quiser dar show, tem que ser enquanto o jogo ainda está vivo, não é preciso tentar dar show quando a partida já está resolvida", complementou.

Nas quartas de final, o Palmeiras encara quem passar do confronto entre Grêmio e Libertad-PAR, que se enfrentam na próxima quinta-feira.

Os gaúchos ganharam a ida por 2 a 0, em Porto Alegre, e dependem de apenas um empate no Paraguai para avançarem.