<
>

Real Madrid sinaliza proposta de quase R$ 380 milhões e Bale por Neymar, diz jornal catalão

A saída de Neymar do Paris Saint-Germain ganha mais um capítulo, e desta vez não envolve o Barcelona, mas seu maior rival: o Real Madrid está disposto a oferecer Gareth Bale mais 90 milhões de euros (R$ 378 milhões) para contratar o brasileiro.

Segundo o jornal Mundo Deportivo, a preferência do brasileiro é retornar ao clube catalão por já conhecer a cidade e os "pesos pesados" do elenco, mas não deseja "fechar as portas" para os outros clubes, principalmente os rivais de Madri.

A diretoria merengue teria sido avisada de que Neymar "está no mercado", segundo o jornal, e teriam oferecido, anteriormente, uma proposta mais "generosa" em valores para tirar o craque de Paris, ou a opção de Nasser Al-Khelaifi, presidente do time pariense, escolher entre Bale e James Rodríguez.

Além disso, a diretoria conta que a amizade do brasileiro com Marcelo, a 'animação' com Vinicius Jr. e os elogios a Sérgio Ramos sejam influentes na decisão do craque.

Um importante "mediador" das negociações futebolístiscas de Neymar, Pini Zahavi, está à frente das conversas com a equipe madrilenha e a "manutenção" de contato com clubes como Juventus, Bayern de Munique e Manchester United, sob ordens de Neymar e seu pai, afirma o jornal.

A proposta dos tricampeões da Champions League ganha "peso" na decisão do PSG por envolver, além de um jogador, um valor que não deixaria a diretoria prejudicada após pagar 220 milhões de euros em 2017.

E, também, porque o Barcelona não está disposto a oferecer "sequer um euro" para arcar com o retorno do brasileiro, e estaria oferecendo os jogadores que consideram "transferíveis" dentro do elenco - porém, nunca ultrapassando o valor de mercado de 170 milhões de euros, valor que consideram que tem Neymar após ser "desvalorizado" em dois anos na França.

E mais um problema para o Barça: nenhuma de suas propostas sequer despertou algum interesse nos donos do PSG, já que do lado francês é mantida uma "rivalidade" com os catalães desde que o time tentou contratar Marco Verratti em 2017.

Mas, como afirma o jornal, a decisão, a venda e tudo mais depende da "ambição e do orgulho" da equipe francesa.