<
>

Com reservas e um jogador a mais, Cruzeiro empata com o Bahia e sai momentaneamente do Z-4

Bahia x Cruzeiro na Fonte Nova Gazeta Press

Bahia e Cruzeiro se enfrentaram na Fonte Nova em busca de recuperação no Campeonato Brasileiro. Os mineiros para saírem do Z-4, e os baianos para voltarem à boa fase após a eliminação na Copa do Brasil para o Grêmio. Mas, ao final, o placar ficou em 0 a 0 com sentimentos distintos. Os visitantes com um jogador a mais durante todo o segundo tempo poderiam ter um resultado melhor, e os mandantes, pelo que criaram, poderiam ter saído com a vitória.

RESERVAS E GAROTADA EM CAMPO

O técnico Mano Menezes, pensando na partida do meio da semana pela Libertadores contra o River Plate, resolveu escalar uma equipe reserva diante do Bahia na Fonte Nova. Dentre os titulares, o zagueiro Cacá (20), o lateral-direito Weverton (20) e o volante Éderson (20) eram os mais novos. Com 31 anos, o argentino Ariel Cabral era o mais experiente para comandar os meninos.

OBJETIVO CUMPRIDO

Se jogando com um mais durante todo o segundo tempo a equipe poderia almejar um resultado melhor, pelo menos o objetivo foi cumprido. A equipe mineira, que estava no Z-4, com o ponto somado, deixou a zona de rebaixamento de forma momentânea e agora ocupa a 16ª posição. A Chapecoense, que joga na segunda-feira contra o São Paulo, no Morumbi, se vencer ainda pode devolver a equipe celeste para o grupo dos quatro últimos.

CRUZEIRO MELHOR

Mesmo jogando fora de casa, o Cruzeiro comandou a primeira etapa e criou as melhores oportunidades para abrir o placar. Logo no começo, Sassá teve ótima chance em cabeçada que o goleiro Douglas defendeu. Na sequência, Éderson, na pequena área, teve grande chance, mas acabou acertando a trave. O mesmo Éderson teve outra chance em chute de fora área que foi defendido em dois tempos por Douglas.

EXPULSO!

Com 34 minutos, Arthur Caíke levou cartão amarelo por falta em Weverton. Logo depois, aos 41 minutos, ele deu um pisão no tornozelo de Jadson, levou o segundo amarelo e acabou expulso de campo.

BAHIA EM CIMA

Mesmo com um a menos em campo, o Bahia cresceu no jogo e passou a criar as melhores chances para abrir o placar. O estreante Lucca tentou chute cruzado, mas não teve sucesso. Mais uma vez ele, aos 13, bateu para o gol e Rafael espalmou. Três minutos depois, em chute de longe, Juninho obrigou boa defesa de Rafael após a bola desviar em Fabrício Bruno. Os mandantes, mesmo com um a menos, pressionaram no campo de ataque em busca do gol, mas ficaram mesmo no zero.

NA TABELA

Bahia – 9ª colocação – 15 pontos

Cruzeiro – 16ª colocação – 10 pontos

PRÓXIMA RODADA (12ª)

Bahia – domingo – 28/07 – Chapecoense – 11h – Arena Condá

Cruzeiro – sábado – 27/07 – Athletico-PR – 19h – Mineirão

FICHA TÉCNICA:
BAHIA 0 X 0 CRUZEIRO

Local: Arena Fonte Nova, Salvador (BA)
Data: 20 de Julho de 2019, sábado
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Auxiliar: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)
VAR: Márcio Henrique de Gois (SP)
Cartões amarelos: Arthur Caíke e Ezequiel (Bahia); Cacá (Cruzeiro)
Cartão vermelho: Arthur Caíke (Bahia)

BAHIA: Douglas, Ezequiel (Ronaldo), Juninho, Lucas Fonseca e Giovanni; Gregore, Flávio e Eric Ramires (Lucca); Arthur Caíke, Gilberto (Fernandão) e Artur. Técnico: Roger Machado

CRUZEIRO: Rafael; Weverton, Fabrício Bruno, Cacá e Dodô; Éderson, Ariel Cabral, Jadson e Mauricio (Rafael Santos); David e Sassá (Vinícius Popó). Técnico: Mano Menezes.