<
>

Mané x Mahrez, técnicos 'de casa', estádio histórico: tudo o que você precisa saber da final da Copa Africana

A final da Copa Africana de Nações atrai os olhares dos apaixonados por futebol, ainda mais daqueles que não tiram a Premier League da cabeça. Senegal, um dos finalistas, tem como maior estrela Sadio Mané. O atacante do Liiverpool foi artilheio do campeonato na última temporada. Pelo outro lado, campeão pela segunda vez por times diferentes, estrela do histórico Leicester e hoje no Manchester City, Ryad Mahrez é o nome da seleção da Argelia.

A final é inédita, para seleções com pouca tradição no campeonato, e duas gerações de ótimos jogadores. Senegal nunca foi campeão, e a Argélia ganhou apenas uma vez, há 30 anos. O ESPN.com.br separou tudo o que você precisa saber do duelo desta sexta-feira, às 16h de Brasília.

Mané x Mahrez

Astros da Premier League, Mané e Mahrez lideraram seus times à final da competição. Cada um deles fez três gols no campeonato e estão dois atrás do artilheiro, Ighalo, da Nigéria.

Em participações de gol, o atacante do Liverpool leva a melhor com uma assistência contra nenhuma do adversário.

Na temporada, Mahrez levou a melhor em quantidade de títulos. Foram incríveis cinco conquistas de troféu, além da Premier League, acima do Liverpool.

Apesar do vice-campeonato do Inglês, Mané não ficou devendo em qualidade de títulos. O senegalês chegou em mais uma final de Champions League, e dessa vez ganhou.

Trajetórias

Ambas as finalistas saíram do Grupo C. A Argélia foi a vitoriosa, com três triunfos em três jogos, inclusive contra Senegal. O jogo acabou 1 a 0, com gol de Belaïli. Completaram o grupo Quênia e Tanzania.

No mata-mata, Senegal venceu de Uganda, Benin e Tunísia, todos por 1 a 0, para chegar na final.

Já a Argélia, goleou Guiné por 3 a 0, venceu a Costa do Marfim por 1 a 0 e passou pela Nigéria por 2 a 1 na semifinal.

Técnicos

Os técnicos das seleções seguiram a mesma receita para o sucesso: os dois são 'de casa', tem histórias de carreira parecidas, e tem identificação com o país.

Djamel Belmadi não é nascido na Argélia, e sim na França, mas com família africana. Construiu sua carreira na Europa, com começo na França. Chegou a jogar até pelo Manchester City enquanto jogador, e se tornou técnico em Aos 43 anos, passou por times e pela seleção do Catar até assumir a Argélia, em 2018.

O senegalês Aliou Cissé também começou sua carreira de jogador na França, no Lille. Desde 2011, passou a treinar a equipe sub-23 de Senegal, até se tornar treinador da seleção principal em 2015.

Estádio

A final será sediada no Egito, no Cairo Stadium. A capacidade é de 75 mil pessoas, maior do que qualquer estádio no Brasil, atualmente, menos do que o Maracanã - 87 mil.

O Al Ahly e o Al Salam usam o estádio como casa, e recebe seu 10º jogo da edição da Copa Africana de Nações. Senegal venceu Uganda lá nas oitavas, enquanto a Argelia bateu a Nigéria nas semifinais nesse mesmo estádio.

O 69° maior estádio do mundo foi desenvolvido por Werner March, o mesmo arquieto do Estadio Olímpico de Berlim.