<
>

Real Madrid não tem pressa para definir futuro de James Rodríguez

O futuro de James Rodríguez é uma das grandes incógnitas do futebol internacional. Apesar de querer vendê-lo, o Real Madrid não tem pressa para definir o que irá fazer com o colombiano e o destino de James depende também do futuro de outro jogador da equipe.

Caso venda o meia Isco, é possível que Zidane e o Real fiquem com o colombiano no elenco, apesar de essa não ser a prioridade. Junto aos dois, Dani Ceballos forma a lista de dispensas do meio-campo madrilenho, mas a ordem é que ao menos um dos três deve ficar.

Como Ceballos é o mais cotado para sair, se Isco for embora, James fica. Para que o espanhol deixe o Santiago Bernabéu, porém, o Real precisaria achar alguma equipe disposta a pagar os 80 milhões de euros (cerca de R$ 337 milhões) pedidos pelo clube.

De férias até 29 de julho por conta da participação da Colômbia na Copa América, James espera a decisão sobre seu futuro e vê seu nome ligado, principalmente, ao Napoli e ao Atlético de Madrid.

O maior desejo do colombiano é deixar o Real para jogar no grande rival da cidade, mas uma nova jornada sob o comando de Carlo Ancelotti também não é descartada. O grande problema, porém, é que os napolitanos querem o empréstimo do meia, enquanto o Real só pensa em vendê-lo.

O clube também não vê nenhum problema em James jogar no grande rival, mas o preço estabelecido da venda é de 50 milhões de euros (cerca de R$ 211 milhões).