<
>

Real Madrid: Com 'overbooking' no elenco, Zidane e presidente batem cabeça sobre saídas e chegadas, aponta jornal

O Real Madrid já se encontra em Montreal, no Canadá, para a realização da pré-temporada e Zinedine Zidane já comanda seus primeiros treinos. O "problema" para o francês, porém, é que o elenco se encontra em "overbooking", com mais jogadores do que o necessário e esperado pelo técnico.

Segundo o jornal El Confidencial, esse problema se dá pelo choque entre Zidane e o presidente Florentino Pérez na hora de decidir quais os jogadores que serão dispensados. A saída de Luca Zidane para o Racing Santander aliviou a questão no gol, mas não o conflito entre as partes.

Muitos goleiros

Florentino convocou uma reunião para comunicar ao técnico que seu filho deveria procurar outra equipe para ganhar minutos antes de se estabelecer no Real. Como resposta, o francês disse que, se fosse para alguém sair, seria Keylor Navas.

O dirigente deu de ombros e emprestou Luca para o Racing. Zidane não gostou, inclusive deixando claro que achava a dupla Navas e Luca suficiente para o gol da equipe e que a contratação de Courtois em agosto do ano passado, quando o francês não era mais técnico da equipe, criou um drama desnecessário para o clube.

A presença de Bale

Outro problema grave que tem Zidane é a presença de Gareth Bale. O Real tenta achar uma proposta que agrade ambas as partes e tire o galês do Santiago Bernabéu, mas o atacante se nega a sair e se mantém firme na postura de cumprir seu contrato até o final, em 2022.

O grande sonho de Zidane para a próxima temporada é a chegada de Paul Pogba. Para contratar o meia do Manchester United, porém, o clube precisa se livrar de Bale e a missão parece impossível. Florentino não diminui a pedida e ninguém está a disposto a pagar o que o Real pede.

A situação de Dani Ceballos

O meia Dani Ceballos é responsável por outro conflito entre Zidane e Florentino. O presidente acredita que Ceballos demonstrou na Espanha Sub-21 e na principal que tem qualidade o suficiente para conquistar uma vaga na equipe.

O técnico considera que o meia é alguém que trabalha pouco defensivamente e segura demais a bola, atrapalhando a fase ofensiva. Além disso, Ceballos já disse que quer "jogar 40 partidas na próxima temporada", o que não acontecerá sob o comando de Zidane.

A "classe média"

Por fim, temos a "classe média" do elenco, que de tem média não tem nada. Lucas Vázquez é um jogador que agrada a Zidane, mas que recebeu boas propostas e Florentino negocia sua venda. James Rodríguez é um caso em que ambas as partes concordam com a sua venda e ele deve deixar o clube, provavelmente para o Napoli.

E dois jovens são vistos de maneiras diferentes pelo técnico e pelo presidente. Enquanto Florentino quer que Vinícius Jr siga no elenco principal do clube, Zidane vê com bons olhos uma mudança de ares para o brasileiro pegar experiência. No caso de Brahim, é o contrário. O francês acredita que ele poderia ganhar minutos, enquanto o presidente busca um empréstimo.