<
>

Gatito, destaque na Copa América, desperta interesse do Porto

O goleiro Gatito Fernández é ídolo incontestável do Botafogo e da seleção paraguaia. Durante sua participação na Copa América, ele não só recebeu o apoio de seus conterrâneos, como foi incentivado pelos alvinegros, e correspondeu plenamente dentro de campo.

Nas quatro partidas que disputou, contra Catar, Argentina e Colômbia, na fase de grupos, e diante do Brasil, nas quartas de final, ainda foi eleito o melhor jogador em campo.

Com 31 anos, Gatito iniciou a carreira no Cerro Porteño, e tem passagens pelos argentinos Estudiantes e Racing, além do Utrecht, da Holanda.

No Brasil, chegou em 2014 no Vitória, onde atuou por duas temporadas antes de se transferir para o Figueirense, e de lá para o Botafogo, em 2017.

Seu desempenho em campo atraiu o interesse do Porto, que procura um substituto para Iker Casillas, de 38 anos, e que sofreu um infarto durante a temporada 2018/19.

O contrato com o Botafogo vai até o fim de 2021, e o valor da negociação pode girar em torno de R$ 15 milhões.

Gatito ganhou folga após a participação na Copa América, e deve retornar aos treinos no clube nesta semana.

O Botafogo volta a campo no dia 14 de julho, quando visitará o Cruzeiro, no Mineirão, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro.